Corpo de funcionária da Caixa Econômica assassinada no Cabula será enterrado hoje

salvador
04.07.2011, 10:31:00
Atualizado: 04.07.2011, 10:48:09

Corpo de funcionária da Caixa Econômica assassinada no Cabula será enterrado hoje

O crime aconteceu na Travessa Caxias, onde a vítima morava com duas amigas

Redação CORREIO

O corpo da funcionária da Caixa Econômica Federal, Juliana Santos Ferreira, 19 anos, assassinada dentro de casa, no Cabula, no início da manhã de ontem, será enterrado às 11h desta segunda-feira (4), no Cemitério Quinta dos Lázaros, na Baixa de Quintas, em Salvador.

Assassinato
O crime aconteceu na Travessa Caxias, onde a vítima morava com duas amigas. Um homem armado entrou no quarto de Juliana e atirou, atingindo a jovem com um tiro na cabeça. Uma das amigas, de prenome Luciana, disse ter ouvido o disparo, mas não conseguiu ver o criminoso. Segundo ela, o assassino fugiu por uma porta no próprio quarto que dá acesso à rua e ficava aberta por causa do calor.

De acordo com o Departamento de Polícia Técnica (DPT), a vítima não apresentava marcas de agressões. Vizinhos relataram que o suspeito gritava, enquanto fugia, que o disparo tinha sido por acidente. Porém, a delegada plantonista Gabriela Garrido, do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), que acompanhou o levantamento cadavérico, não descarta a possibilidade de ter sido um crime premeditado.

“Algumas pessoas estão falando que havia um rapaz com ela. Mas vamos recolher depoimentos de todos para chegar a uma conclusão definitiva”, disse.
Há suspeitas de que o assassino seja o namorado da vítima, apesar de familiares e vizinhos desconhecerem a relação. “Tem uns três meses que não vejo o namorado dela. Acho que ela estava solteira e não posso imaginar o que tenha acontecido”, disse o avô da vítima, Nilson da Silva Ferreira, que estava no DHPP, no final da manhã de ontem, acompanhando os pais de Juliana.

“Ela era uma menina ótima, responsável, que passou a morar sozinha depois que começou a trabalhar na Caixa, abrindo contas. Mas, todo dia, antes e depois do trabalho, ela passava na minha casa e na casa dos pais para tomar um café”, lembra o avô.

Os pais de Juliana prestaram depoimentos à delegada também na manhã de ontem. Abalados pela morte da filha, eles não quiseram comentar o assassinato. A delegada Gabriela Garrido afirmou que o crime continuará sendo investigado, mas não quis divulgar informações, segundo ela, para não atrapalhar o andamento das investigações.

(Com informações dos repórteres Camila Mello e Leo Barsan)


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/girassol-whindersson-nunes-e-priscilla-alcantara-lancam-musica/
A música já está disponível em plataformas digitais
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/carolina-ferraz-diz-que-nao-vai-mais-atuar-em-novelas/
Ela diz que vai continuar atuando em filmes e minisséries
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/ufrb-aluno-diz-que-recusou-prova-de-professora-negra-por-questao-de-energia/
Vídeo mostra Danilo com mala e sacola conversando com delegado e professor na Rodoviária de Salvador
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/meu-deus-do-ceu-mataram-morador-gravou-morte-de-suspeito-de-assalto/
Comparsa foi agredido; população evitou roubo de carro na Ribeira
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/vencedor-do-festival-de-berlim-synonymes-estreia-em-salvador/
Longa-metragem narra história de um soldado israelense que foge para Paris
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/suspense-em-familia-a-moda-de-agatha-christie/
Com três indicações ao Globo de Ouro, Entre Facas e Segredos revive o velho e bom clima de “quem matou?”
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/estudante-acusado-de-racismo-tentou-usar-cota-para-entrar-na-ufrb/
Ele teve o pedido negado, mas tentou recurso para conseguir vaga
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/estudante-e-hostilizado-em-residencia-vamos-ver-com-quantos-paus-se-mata-um-racista/
Caso ocorreu na residência universitária onde morava o estudante que se recusou a receber prova de professora negra
Ler Mais