CORREIO aponta Bahia e Fortaleza favoritos à Copa do Nordeste

esportes
25.01.2020, 05:01:00
Asa Branca é a bola oficial da Copa do Nordeste (Felipe Oliveira/EC Bahia)

CORREIO aponta Bahia e Fortaleza favoritos à Copa do Nordeste

Veja palpites da editoria e deixe o seu

Quando o estagiário ganha ousadia não tem jeito: propõe um monte de gaiatice. Pensando nisso, sugeri que todos os integrantes da equipe de esportes do CORREIO contassem seus palpites para esta edição da Copa do Nordeste. Uma forma do leitor conhecer um pouco mais aquilo que pensamos porque acredite: por aqui, falamos de futebol o dia todo e todo dia. Seja na redação ou no grupo de WhatsApp, esse tal esporte bretão é “a nossa cachaça”.

Como metodologia para a enquete, duas perguntas. Primeiramente: quem você acha que vai ser o campeão em 2020? Logo depois, para não deixar o debate tão restrito: quem são os três times que podem tirar o título desse favorito? As respostas estão no final do texto, assim como uma enquete para o leitor também deixar seu voto.

Com cinco votos, o Bahia acabou como favorito ao título. A justificativa de todos os votantes foi muito semelhante: é o clube de maior orçamento, com o maior poder de investimento na competição e, apesar do vexame em 2019, vem mostrando que aprendeu a jogar a Copa do Nordeste. Isso fica evidente ao constatar que o Bahia esteve em três das últimas cinco finais do torneio (2015, 2017 e 2018).

O Fortaleza também apareceu bem na votação e cativou os outros três integrantes da equipe. Faz sentido: o atual campeão do Nordeste fez uma boa campanha na Série A do ano passado, em que terminou em 9º lugar, e manteve a base do elenco. A maior perda do time treinado por Rogério Ceni foi o retorno do ponta Edinho para o Atlético-MG, seu clube de origem.

“Se for para escolher só um, acredito que o Fortaleza inicia como principal favorito, considerando os resultados obtidos em 2019, a manutenção do elenco e a sequência do trabalho de Rogério Ceni no clube, que é fantástico. Mas o Bahia está praticamente no mesmo nível. Tem um elenco competitivo, até mais orçamento e, durante o 1º turno do Brasileiro do ano passado, praticava o melhor futebol da região. Esses são os dois times que, teoricamente, largam na frente”, argumenta o editor Herbem Gramacho.

Quem também votou no Fortaleza foi a repórter Daniela Leone. 

“No comando de Rogério Ceni, o Fortaleza se mostrou aguerrido e capaz de alcançar objetivos. Ter um técnico que está há muito tempo no clube, com a confiança da diretoria e respaldo do elenco é um ponto positivo”, explica.

Repórter setorista do Bahia, Gabriel Rodrigues justifica seu voto no Esquadrão. “Apesar de ter terminado a temporada 2019 em baixa, o Bahia inicia 2020 com perspectivas de recuperar o prestígio no campo regional. O clube investiu em estrutura com a inauguração da Cidade Tricolor e, mesmo perdendo peças importantes, como o atacante Artur, conseguiu manter a boa base que construiu no ano passado e atraiu bons reforços. A manutenção do trabalho de Roger Machado também é um trunfo”.

E o Vitória?
Calma, nobre torcedor rubro-negro. Sabemos da força e tradição do Vitória, que é o maior vencedor da competição com quatro títulos – o clube se proclama penta porque inclui na contagem o Troféu José Américo de Almeida Filho, de 1976 -, mas a má fase nos últimos três anos pesou nos palpites.

>>> Bate-Pronto Podcast: A montagem do elenco do Vitória agrada<<<

Diferentemente do ano passado, o rubro-negro de 2020 monta uma base aparentemente mais sólida, mesclando jogadores experientes e jovens da base ou oriundos de outros clubes.

“Vale uma categoria ‘olho nele’ para o Vitória. Ainda está abaixo do quarteto da primeira divisão (Bahia, Fortaleza, Ceará e Sport), mas se reforçou com mais qualidade que em 2019 e sabe que precisa muito voltar a crescer logo. Além disso, é o maior campeão do torneio, camisa pesada também. Por outro lado, Geninho terá pouco tempo para ajustar o novo time, já que foram dez contratações, e os problemas financeiros podem vir a interferir negativamente”, detalha Gramacho.

O treinador rubro-negro é um trunfo que o Leão guarda em suas mangas. Na temporada passado, o experiente Geninho conseguiu guiar o elenco em um momento conturbado extracampo, no caso dos salários atrasados. Ter Geninho é uma demonstração de força.

Agora é a sua vez de palpitar: na enquete abaixo, você responde às duas perguntas que a nossa editoria respondeu para construir esta matéria. Jogue duro! E devagar com a corneta...

*Com supervisão do editor Herbem Gramacho

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas