Covid-19: Bahia abre 400 vagas para médicos de UTI com salários de até R$ 19 mil

coronavírus
10.05.2020, 06:59:00
Atualizado: 10.05.2020, 21:19:52
(Divulgação)

Covid-19: Bahia abre 400 vagas para médicos de UTI com salários de até R$ 19 mil

Veja como se inscrever

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


A Bahia fechou a primeira semana de maio com mais de 5,1 mil casos acumulados de covid-19 e 196 mortos pela doença. O pico de casos no estado é esperado já a partir de 20 de maio, ou seja, daqui a menos de 10 dias. Na preparação para a chegada do cenário mais difícil, a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) anunciou uma chamada para a contratação de 400 médicos com experiência em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) para atuarem na assistência em unidades de referência.

As vagas, para início imediato, são para profissionais de todo o Brasil que queiram trabalhar como diaristas, plantonistas ou coordenadores de UTIs. Os salários vão até R$ 19 mil.

Clique aqui para preencher o formulário de inscrição na convocação

A doença já atinge 162 dos 417 municípios baianos e as vagas disponíveis abrangem todo o território baiano, mas a secretaria determinou que as cidades de Barreiras, Feira de Santana, Ilhéus, Salvador e Teixeira de Freitas, que têm maior concentração de casos, deverão ter prioridade na destinação dos médicos.

A convocação visa profissionais com experiência, sendo especialistas nas áreas de medicina intensiva, anestesiologia, cirurgia, pneumologia, clínica médica, cardiologia, nefrologia, infectologia e áreas afins. As inscrições podem ser feitas até o dia 31 de maio através de formulário disponível no site da Sesab (www.saude.ba.gov.br/medicocovid19). 

As contratações serão feitas a partir das Organizações Sociais ou empresas gestoras das unidades hospitalares. Os interessados poderão enviar currículo e obter mais informações da chamada por meio do e-mail medicocovid@saude.ba.gov.br.

De acordo com o Conselho Regional de Medicina da Bahia (Cremeb-BA), o estado tem mais de 25 mil médicos registrados. No entanto, nem o conselho e nem o Sindicato dos Médicos da Bahia (Sindimed-BA) têm informações sobre quantos deles estão diretamente ligados ao enfrentamento da covid-19 no estado. 

Presidente do Sindimed, a médica Ana Rita de Luna disse ao CORREIO que a Sesab nunca respondeu nenhum dos ofícios com solicitação de informações, nem mesmo através de Lei de Acesso à Informação (LAI), quanto aos números exatos de médicos em atuação na Bahia. 

O Sindimed havia solicitado na justiça o afastamento e realocação de médicos do grupo de risco que estão na linha de frente do combate à covid-19, mas o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) negou o pedido. A mesma reivindicação foi feita por sindicatos de outros estados brasileiros. 

No fim de março, o governador Rui Costa chegou a criticar a ideia. "Enxergamos com muita preocupação uma ação como essa porque o leque de critérios de grupo de risco é muito amplo. Não tem nenhum sentido, num colapso de sistema de saúde, numa pandemia global, os médicos ficarem em casa. Alguns são grupo de risco porque têm pressão alta, que eu também tenho", criticou.

Quantitativo de médicos da Bahia é abaixo da média nacional

Conforme pesquisa feita pelo Cremeb em parceria com o Sindimed, 71,8% dos médicos cadastrados no conselho têm de 25 a 55 anos. Mais de 28% dos profissionais fazem parte da faixa etária de risco. Num outro levantamento feito há dois anos em parceria do Cremeb com a Universidade de São Paulo (USP), estimou-se que a Bahia tinha 1,35 médico para cada mil habitantes, 38% a menos do que a média nacional (2,18).

Conforme a pesquisa, os médicos especialistas eram 57,5% do total de profissionais, contra 42,5% de generalistas. Entre todos os cadastrados no estado, quase 52% moravam em Salvador.

Para os Conselhos de Medicina que participaram da pesquisa na época, os números apresentados confirmaram o equívoco dos governos, revelando a falta de serviços de saúde nas regiões mais distantes e menos desenvolvidas. De acordo com dados do boletim epidemiológico da Sesab, a letalidade da covid-19 foi maior em municípios do interior do estado, como Capim Grosso, Adustina, Água Fria, Araci, Jitaúna, Utinga e Vereda, onde 100% dos infectados evoluíram a óbito.

Casos de coronavírus
A Bahia registra 5.174 casos confirmados de Covid-19, o que representa 26,25% do total de casos notificados no estado. Considerando o número de 1.337 pacientes recuperados e 196 óbitos, 3.641 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos.

Os casos confirmados ocorreram em 162 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (64,59%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes são Ipiaú (2.463,32), Uruçuca (2.046,88), Ilhéus (1.780,36), Itabuna (1.514,85) e Coaraci (1.176,96).

Na Bahia, dos 893 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para Covid-19, 432 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 48%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 422 leitos exclusivos para o coronavírus, 227 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 53,8%. Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

Exames

O Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) realizou 24.986 exames do tipo RT-PCR, que é o padrão ouro para identificar o genoma viral do coronavírus, no período de 1° de março a 9 de maio de 2020. Atualmente, 3.474 amostras estão em análise laboratorial e os exames são liberados em até 48 horas.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 196 mortes pelo novo coronavírus nos seguintes municípios: Adustina (1); Água Fria (1); Araci (1); Belmonte (1); Buerarema (3); Camaçari (3); Capim Grosso (3); Catu (1); Coaraci (1); Feira de Santana (2); Gandu (1); Gongogi (2); Ibirataia (1); Ilhéus (11); Ipiaú (2); Itabuna (6); Itagibá (1); Itapé (1); Itapetinga (2); Jequié (2); Jitaúna (1); Juazeiro (1); Lauro de Freitas (5); Maraú (1); Nilo Peçanha (1); Ribeira do Pombal (1); Salvador (127); São Francisco do Conde (1); Ubaitaba (1); Uruçuca (4); Utinga (1); Vera Cruz (1); Vereda (1) e Vitória da Conquista (4). Estes números contabilizam todos os registros de janeiro até as 17 horas deste sábado (9).

191º óbito: homem, 58 anos, residente em Salvador, com histórico de hipertensão arterial. Veio a óbito no dia 30/04.

192º óbito: homem, 42 anos, residente em Salvador, sem comorbidades. Veio a óbito no dia 02/05, em unidade da rede municipal.

193º óbito: homem, 77 anos, residente em Salvador, com histórico de diabetes e hipertensão arterial. Veio a óbito no dia 23/04, em hospital público da capital.

194º óbito: homem, 62 anos, residente em Salvador, com histórico de doença cardiovascular crônica e imunossupressão. Veio a óbito ontem (8), em hospital público de Salvador.

195º óbito: homem, 57 anos, residente em Salvador, com histórico de diabetes. Veio a óbito ontem (8), em hospital público da capital.

196º óbito: homem, 59 anos, residente em Salvador, com histórico de doenças renais crônicas em estágio avançado. Veio a óbito hoje (9), em hospital público de Salvador.

***

O CORREIO entende a preocupação diante da pandemia do novo coronavírus e que a necessidade de informação profissional nesse momento é vital para ajudar a população. Por isso, desde o dia 16 de março, decidimos abrir o conteúdo das reportagens relacionadas à pandemia também para não assinantes. O CORREIO está fazendo um serviço de excelência para te manter a par de todos os últimos acontecimentos com notícias bem apuradas da Bahia, Brasil e Mundo. Colabore para que isso continue sendo feito da melhor forma possível. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/editorial-fotografado-a-distancia-une-tres-paises-na-quarentena/
O ensaio foi realizado pela plataforma Zoom, usando celular
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/matheus-buente-troca-chatice-academica-pelo-humor-para-contar-a-historia-de-salvador/
Lives do humorista e professor de História são fontes de informação e diversão na quarentena; veja vídeos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bau-de-marrom-a-bahia-tambem-ensina-ao-mundo-como-cantar-e-dancar-forro/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/copo-de-leite-faz-haddad-acusar-bolsonaro-de-brindar-supremacistas-brancos-entenda/
Leite tem sido usado como símbolo por neonazistas nos EUA; petista enxergou provocação após repercussão de mortes de homens negros. Presidente nega
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/anastacia-comemora-80-anos-com-muito-forro/
Cantora e compositora lança EP com produção de Zeca Baleiro e parcerias com Mariana Aydar, Chico César e Amelinha
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/nizan-guanes-vai-entrevistar-roberto-medina-abilio-diniz-e-washington-olivetto/
As entrevistas são parte do Sunday Night Live que o publicitário tem realizado em sua conta do Instagram
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/luiz-caldas-substitui-sanfona-por-guitarra-em-disco-de-forro/
Álbum é o centésimo em projeto do músico que prevê um lançamento temático por mês
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/youtuber-compra-mansao-de-r-65-milhoes-apenas-para-gravar-videos/
Camila Loures disse que seguirá morando em sua antiga residência
Ler Mais