CR7 faz de pênalti, Juventus vence clássico e assume a liderança

esportes
12.01.2020, 20:07:00
Atualizado: 12.01.2020, 20:07:32
CR7 cobra o pênalti que ampliou o placar a favor da Juventus (Foto: Tiziana Fabi/AFP)

CR7 faz de pênalti, Juventus vence clássico e assume a liderança

Equipe de Turim ultrapassou a Inter de Milão e faturou o título simbólico do primeiro turno do Italiano

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Em um dos duelos considerados mais complicados na temporada, a Juventus mostrou a sua força mais uma vez neste domingo (12) e derrotou a Roma por 2x1, no estádio Olímpico, em Roma, pela 19ª rodada do Campeonato Italiano. De quebra, em sua luta pelo histórico nono título consecutivo, assumiu a liderança isolada da competição, terminando o primeiro turno como o "campeão de inverno".

Agora com 48 pontos, a Juventus ficou sozinha na ponta do campeonato graças ao tropeço da Inter de Milão no dia anterior - ficou no empate por 1x1 contra a Atalanta, em Milão. O rival milanês está com 46 e agora se vê ameaçada pela Lazio, que bateu em casa o Napoli por 1x0 e está em terceiro lugar com 42 e uma partida a menos - contra o Verona, no início de fevereiro.

No lado da Roma, só lamentação. O time permanece com 35 pontos e caiu para a quinta colocação, ficando fora da zona de classificação à próxima edição da Liga dos Campeões da Europa. A pontuação é a mesma da Atalanta, que agora fica em quarto lugar pelos critérios de desempate. 

Para piorar, o time da capital perdeu o meia Zaniolo, que sofreu ruptura no ligamento do joelho e precisará passar por cirurgia. O garoto de 20 era nome frequente nas convocações de Roberto Mancini, técnico da seleção italiana, mas viu o seu sonho de disputar a primeira Eurocopa como profissional ruir.

Em campo, a Juventus precisou de menos de 10 minutos para abrir 2x0 no placar. Aos dois, Dybala cobrou falta para a área, Demiral se antecipou a Kolarov e bateu de pé esquerdo, sem chances para López. Pouco depois, o goleiro espanhol saiu jogando com Veretout na meia-lua, o francês foi desarmado por Dybala e cometeu pênalti. Cristiano Ronaldo bateu e ampliou, aos nove.

No segundo tempo, a Juventus caiu de rendimento e a Roma aproveitou para buscar a reação. Aos 21 minutos, com auxílio do VAR, o árbitro marcou um toque de mão do lateral-esquerdo brasileiro Alex Sandro na área e Perrotti converteu o pênalti, diminuindo para o time da casa. Apesar da pressão no fim, no entanto, a equipe da capital não evitou a derrota.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas