Cristiano Ronaldo comemora carreira: 'Recordes me perseguem'

esportes
17.03.2021, 14:50:00
Cristiano Ronaldo ultrapassou Pelé no número de gols marcados em jogos oficiais (Foto: Marco Bertorello/AFP)

Cristiano Ronaldo comemora carreira: 'Recordes me perseguem'

Craque português posta vídeo com vários momentos especiais de sua trajetória no futebol

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Após um final de semana no qual recebeu até um reconhecimento do Rei Pelé, por tê-lo ultrapassado no número de gols marcados em jogos oficiais - chegou a 770 contra 767 do brasileiro -, o português Cristiano Ronaldo celebrou a sua marca histórica nas redes sociais. O atacante da Juventus divulgou um vídeo com vários momentos especiais de sua carreira, incluindo lances de quando ainda dava seus primeiros passos no futebol na Ilha da Madeira.

"Sou tão dedicado que os recordes são parte de mim. Eu não persigo os recordes. Eles é que me perseguem", afirmou Cristiano Ronaldo no vídeo que foi compartilhado em sua conta no Instagram.

O recorde do atacante português foi obtido no último domingo com os três gols que marcou na vitória por 3x1 da Juventus contra o Cagliari, fora de casa, pelo Campeonato Italiano. Pelé fez questão de cumprimentá-lo via redes sociais.

"Cristiano, a vida é um voo solo. Cada um faz a sua própria jornada. E que bela jornada você está tendo! Eu te admiro muito, adoro te ver jogar e isso não é segredo para ninguém", publicou o Rei do Futebol. "Parabéns por quebrar o meu recorde de gols em partidas oficiais. A minha única lamentação é não poder te dar um abraço hoje", declarou Pelé.

Pouco depois do post de Pelé, Cristiano Ronaldo publicou um longo texto de agradecimento ao Rei. "Minha admiração eterna e incondicional pelo senhor Edson Arantes do Nascimento, assim como o respeito que tenho pelo futebol de meados do século 20, me levou a levar em consideração seu número de 767, assumindo seus nove gols pela Seleção Paulista, assim como seu gol único da Seleção Militar Brasileira, como gols oficiais. O mundo mudou desde então e o futebol também mudou, mas isso não significa que podemos simplesmente apagar a história de acordo com os nossos interesses", publicou.

"Fico muito feliz e orgulhoso ao reconhecer o gol que me colocou no topo da lista de artilheiros do mundo, superando o recorde de Pelé, algo que eu nunca poderia ter sonhado enquanto era criança da Ilha da Madeira", completou o português.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas