Croácia vira na prorrogação e chega a final inédita na Copa

esportes
11.07.2018, 17:39:00
Atualizado: 12.07.2018, 11:21:56
Mandzukic faz gol na prorrogação e coloca a Croácia na final da Copa (Jewel Samad/AFP)

Croácia vira na prorrogação e chega a final inédita na Copa

Após sair perdendo por 1x0 para a Inglaterra, croatas empatam na 2ª etapa e viram no tempo extra

A final da Copa do Mundo de 2018 está definida: França x Croácia. A última vaga para a decisão do Mundial foi decidida nesta quarta-feira (11), após os croatas vencerem a Inglaterra por 2x1, de virada, na prorrogação. Essa é a primeira vez que a equipe chega a uma final de Copa do Mundo. A partida que definirá o novo campeão será domingo (15), às 12h, no estádio Lujniki, em Moscou. 

Com o resultado, a Croácia segue invicta na Copa 2018. Das seis partidas que disputou, venceu quatro e empatou duas. A equipe marcou gols em todos os jogos que fez. Agora, os croatas já somam 10 jogos oficiais de invencibilidade.

A campanha da Croácia na Rússia inclui dois momentos distintos: 100% de aproveitamento na fase de grupos, quando venceu Nigéria, Argentina e Islândia, e empate no tempo normal de todos os jogos do mata-mata. Dinamarca e Rússia sucumbiram na disputa de pênaltis, enquanto a Inglaterra perdeu na prorrogação.

De quebra, a agora finalista quebrou um tabu, já que não vencia os ingleses desde 2007. A seleção também manteve uma marca importante: desde a derrota em 1998 contra a França, na semifinal daquela Copa, os croatas nunca perderam para uma equipe europeia no Mundial.

Já a Inglaterra terá que se contentar com a disputa de terceiro lugar, contra a Bélgica. O jogo será sábado (14), às 11h, em São Petesburgo.

O jogo
Era um duelo inédito na história da Copa do Mundo. Enquanto a Croácia lutava para chegar à sua primeira final da história, os ingleses queriam disputar o título pela segunda vez. Na única oportunidade em que foram a uma decisão, os súditos da Rainha Elisabeth II levaram a taça: em 1966, em casa.

A torcida ainda estava se aquecendo quando o primeiro gol da partida nasceu. Dele Alli foi derrubado na entrada da área por Modric e os ingleses tiveram a chance de abrir o marcador. Trippier cobrou com muita categoria, colocou a bola quase no ângulo e marcou um golaço, aos 4 minutos. O goleiro Subasic mal pulou na bola.

Parecia que seria uma partida cheia de gols, mas os ingleses conseguiram controlar bem o primeiro tempo e a Croácia teve poucas chance de empatar. 

Mas, quem achava que já estava decisivo, se enganou. O segundo tempo foi uma emoção atrás da outra. A Inglaterra teve boas chances com Harry Kane, a Croácia reagiu com Modric, mas foi Perisic quem deixou sua marca. Aos 22, após cruzamento de Vrsaljko, o croata se esticou todo e mandou no fundo das redes.

O gol colocou fogo na partida. Teve bola na trave de Perisic, vacilo da zaga inglesa, linda chance de Harry Kane e muita, muita emoção, mas os goleiros fizeram milagres. O jogo precisou ser decidido na prorrogação.

Nos primeiros 15 minutos, muito cansaço e nada de gol. No segundo, a classificação. Aos dois minutos, Pivaric tentou cruzar da esquerda e a zaga inglesa afastou. Na sobra, Rakitic ganhou a dividida pelo alto, Perisic cabeceou em direção à área e pegou a defesa adversária de surpresa. Rápido, Mandzukic ficou cara a cara com o goleiro Pickford, bateu cruzado e mandou no fundo do gol.