Cruzamento de dados cortará metade dos beneficiários do auxílio emergencial, diz coluna

brasil
16.02.2021, 16:39:58
Atualizado: 16.02.2021, 16:49:53
(Divulgação)

Cruzamento de dados cortará metade dos beneficiários do auxílio emergencial, diz coluna

Ideia é que esse mesmo sistema seja também utilizado para outros programas de renda e emprego

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Com o retorno do auxílio emergencial, o governo federal fará um "pente-fino" para verificar o número de pessoas que realmente necessitam da nova rodada do benefício. Utilizando um cruzamento de dados feito a partir de 11 bases, o Planalto espera que o número seja reduzido de 65 milhões para 33 milhões de brasileiros beneficiados. As informações são do blog da jornalista Ana Flor, do G1.

Foram utilizadas bases de dados como as do Caged, do INSS, do MEI e do CNIS. Com o CPF das pessoas, é possível identificar se ela é servidor público, militar, aposentado, pensionista, empresário e quem são seus dependentes no Imposto de Renda. A ideia é que esse mesmo sistema seja também utilizado para outros programas de renda e emprego.

Dos 33 milhões de brasileiros que serão beneficiários da nova rodada do auxílio, 14 milhões já estão cadastrados no programa Bolsa Família. Ainda não foi definido o valor que será pago no novo auxílio, nem por quantos meses o benefício irá durar. A expectativa inicial do Congresso é de três a quatro parcelas de R$ 250, pagas a partir de março. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas