Cruzeiro comemora absolvição em caso envolvendo o atacante Rony

esportes
31.03.2021, 15:30:00
Rony joga atualmente pelo Palmeiras (Foto: Cesar Greco/SE Palmeiras)

Cruzeiro comemora absolvição em caso envolvendo o atacante Rony

Clube corria risco de sofrer sanções disciplinares, como ficar proibido de registrar atletas por duas janelas de transferências

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A diretoria do Cruzeiro anunciou que o clube foi absolvido no processo da Fifa envolvendo o atacante Rony, atualmente no Palmeiras, que passou pela equipe de Belo Horizonte entre 2015 e 2016. No ano passado, o time foi incluído como réu em um complexo processo da Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês), que envolvia o atleta e outros três clubes.

O Cruzeiro corria o risco de ter que pagar uma indenização de US$ 10 milhões (R$ 57,4 milhões na cotação atual), além de sofrer sanções disciplinares como o banimento do registro de atletas por duas janelas de transferências. Um audiência foi realizada nos últimos dias 18 e 19 em Lausanne, na Suíça. Após análise dos fatos, o clube mineiro foi absolvido.

Na semana passada, o CAS acatou um recurso dos advogados de Rony liberando o jogador, em definitivo, de uma sanção imposta pela Fifa. O Albirex Niigata, do Japão, tinha acionado a Fifa, em 2017, cobrando do Athletico-PR e do jogador. Os japoneses alegavam que o contrato foi quebrado quando da ida do jogador para a equipe paranaense, que também foi absolvido.

O presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues, comemorou o resultado. "Esta foi mais uma grande vitória do nosso departamento jurídico, em um dos casos jurídicos mais relevantes em nível internacional para nós nos últimos meses. Esse processo se arrastava há algum tempo e estava cheio de pontas soltas. No entanto, com muito trabalho, dedicação e estudos minuciosos, os profissionais do nosso Jurídico conseguiram, com argumentos sólidos, mostrar que o Cruzeiro deveria ser absolvido", ressaltou.

Rony se destacou no Remo e foi contratado para o time sub-20 do Cruzeiro. No início de 2016, foi emprestado para o Náutico, sem ter atuado pela equipe profissional. No clube pernambucano, o atacante paraense disputou 51 jogos e fez 14 gols. Depois, o Cruzeiro comprou os direitos econômicos de Rony junto ao Remo, em 2015, por R$ 700 mil e vendeu 80% para o time japonês por R$ 4 milhões.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas