Cruzeiro passa pelo Botafogo-SP em sua estreia na Série B

esportes
08.08.2020, 22:04:34
Cacá marcou um dos gols do Cruzeiro na partida (Gustavo Aleixo/ Cruzeiro)

Cruzeiro passa pelo Botafogo-SP em sua estreia na Série B

Clube mineiro levou susto, mas conseguiu os três pontos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Não era a competição que a torcida desejava, mas o Cruzeiro estreou com uma importante vitória em seu principal compromisso nesta temporada. Com direito a susto e reação nos minutos finais, o time mineiro derrotou o Botafogo-SP por 2x1 neste sábado (8), no estádio Mineirão, em sua estreia na Série B do Campeonato Brasileiro.

Cacá abriu o placar para a equipe da casa, Wellington Tanque empatou já aos 40 minutos do segundo tempo e Jean evitou o tropeço celeste nos momentos finais da partida. O Cruzeiro volta a campo na terça-feira às 20h30 contra o Guarani, em Campinas. O Botafogo-SP recebe o Confiança-SE no mesmo dia, às 19h15.

Vale lembrar que o Cruzeiro havia sido punido na Fifa com a perda prévia de seis pontos na competição nacional, devido a uma dívida. Desta forma, o clube aparece com um saldo negativo de três pontos na tabela, mesmo tendo estreado com o resultado positivo.

O jogo

Na etapa inicial, o Cruzeiro teve maior domínio do confronto, mas foi burocrático e enfrentou dificuldades para passar pela defesa adversária, enquanto a equipe visitante se preocupava mais em se proteger do que em atacar. As melhores oportunidades de ambos os lados apareceram em chutes de longa distância.

A equipe mineira chegou em boas condições apenas uma vez, logo aos 4 minutos. Após boa tabela pelo lado direito, Cáceres foi ao fundo e cruzou rasteiro para Maurício na linha da pequena área, mas o meia finalizou para fora. Ótima chance perdida.

A partir daí, os destaques foram os goleiros. Primeiro, Naldo exigiu uma grande intervenção do cruzeirense Fábio aos 10 minutos. Depois, foi a vez do botafoguense Darley mostrar bom posicionamento e reflexo nas bombas de Marcelo Moreno, aos 22, e Maurício, aos 43.

Depois do intervalo, o panorama da partida se manteve, com o Cruzeiro preenchendo o campo de ataque, mas sem conseguir criar chances claras para finalizar as jogadas. Mais uma vez, Maurício tentou achar o gol com um chute longo e deu trabalho a Darley aos 12 minutos.

A solução foi apostar nas jogadas aéreas. Aos 17, Cáceres dominou na entrada da área e cruzou na medida para Cacá desviar de cabeça, à queima-roupa, sem chances para o goleiro visitante: 1 a 0.

Quando a partida já se encaminhava para o fim, o Botafogo surpreendeu e empatou, aos 40 minutos, aproveitando falha da defesa cruzeirense. Após cabeceio de Ferreira e rebote do goleiro Fábio, Wellington Tanque pegou rebote com liberdade e não perdoou.

Apesar do susto, o Cruzeiro encontrou forças para buscar a vitória logo na sequência. Aos 42 minutos, o experiente Jean recebeu na entrada da área, dominou e mandou no canto para aliviar a situação do time azul.

FICHA TÉCNICA:

CRUZEIRO - Fábio; Cáceres, Cacá, Léo e Giovanni (João Lucas); Ariel Cabral, Jadsom, Régis (Claudinho) e Maurício (Jean); Stênio (Welinton) e Marcelo Moreno (Thiago). Técnico: Enderson Moreira.

BOTAFOGO-SP - Darley; Valdemir (Jonata Felipe), Robson, Jodan e Gilson (Guilherme Romão); Naldo (Ferreira), Victor Bold, Matheus Anjos (Gustavo Henrique) e Ronald; Rafinha (Luketa) e Wellington Tanque. Técnico: Claudinei Oliveira.

GOLS - Cacá, aos 17, Wellington Tanque, aos 40, e Jean, aos 42 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Ariel Cabral; Naldo e Ronald.

ÁRBITRO - Alisson Sidnei Furtado (TO).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas