CSA tem 18 atletas infectados, e jogo contra Chapecoense é adiado

esportes
11.08.2020, 14:13:00
Nove jogadores da equipe alagoana testaram positivo para a covid-19. No total são 19 atletas infectados (Divulgação/CSA)

CSA tem 18 atletas infectados, e jogo contra Chapecoense é adiado

Partida válida pela 2ª rodada da Série B aconteceria na Arena Condá

O jogo entre Chapecoense e CSA, marcado para quarta-feira (11), às 16h30, na Arena Condá, em Chapecó, pela Série B do Campeonato Brasileiro, foi adiado. A CBF tomou esta atitude nesta terça-feira, após nove jogadores da equipe alagoana testarem positivo para a covid-19 em exame feito no domingo. Eles se juntaram a outros nove que já haviam sido diagnosticados na quarta-feira passada - na ocasião, a estreia na Série B foi mantida, e o time venceu o Guarani por 1x0.

Com isso, o CSA tem 18 jogadores infectados no elenco e ficou sem condição de disputar a partida. A nova data do confronto ainda não foi divulgada.

"A Associação Chapecoense de Futebol recebeu, no início da tarde desta terça-feira (11), o comunicado - por parte da CBF - de que a partida contra o CSA, que aconteceria nesta quarta-feira, às 16h30, na Arena Condá, foi adiada", informou o time catarinense, em comunicado em seu site oficial, desejando rápida recuperação de todos os contaminados.

"O Centro Sportivo Alagoano informa que mais 9 atletas tiveram diagnóstico positivo para covid-19 nos testes promovidos pela Confederação Brasileira de Futebol, realizados na manhã de domingo, 09/08", foi o comunicado apresentado pelo time de Alagoas, em suas redes sociais.

Na mesma nota, o CSA garante que "todos os positivados estão clinicamente bem" e sendo acompanhados pelo departamento médico do clube.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas