Curta em homenagem a Rodrigo Velloso estreia no YouTube

entretenimento
26.01.2021, 08:00:00
Atualizado: 26.01.2021, 09:07:51

Curta em homenagem a Rodrigo Velloso estreia no YouTube

Filme tem imagens de Caetano Veloso chegando do exílio em 1972

A relação da família Velloso com a história e, especialmente, a cultura de Santo Amaro, no Recôncavo baiano, é antiga e vai muito além de Caetano Veloso e Maria Bethânia, dois dos filhos mais ilustres da cidade. E o curta-metragem Rodrigo Velloso - Ternas Memórias, que estreia nesta terça (26) no YouTube, confirma isso. Rodrigo tem 86 anos, ante 78 de Caetano e 74 de Bethânia.

O filme, dirigido por Tau Tourinho, é uma homenagem a esse Velloso que completa 86 anos nesta terça (26). “Rodrigo é fundamental para Santo Amaro, é muito presente em todas as manifestações culturais da cidade, bem como Dona Canô era e é toda a família. Estão presentes em todas as manifestações, sejam católicas ou de matriz africana e ainda no folclore tradicional”, diz Tau.
O diretor, de 57 anos, é nascido em Santo Antônio de Jesus e graduou-se em cinema na Universidade Federal do Recôncavo (UFRB). Em cerca de 30 anos, realizou mais de 20 curtas.

Rodrigo Velloso com a mãe, Dona Canô (divulgação)

Rodrigo foi secretário municipal da Cultura de Santo Amaro e é fundador do Terno de Reis Filho do Sol, grupo cultural que movimenta a cidade há 67 anos todo dia 7 de janeiro. “Rodrigo teve a ideia de criar o Filho do Sol por causa de uma lembrança que ele tinha de um outro terno que via quando criança, na casa de praia da família”. Nesses 67 anos, o Terno sempre saiu, exceto após a morte de Dona Canô Velloso e de José Telles Velloso, pais de Rodrigo. Este ano não saiu por causa da pandemia.
Os depoimentos de Rodrigo são acompanhados por algumas canções do irmão tropicalista. Segundo Tau, elas são um recurso para disparar a memória do protagonista. “Isso deu certo, porque ele acabou lembrando de fatos inéditos interessantes e essa é uma das partes principais do filme”, revela o diretor.

Rodrigo Velloso (divulgação)

De 30 músicas pré-selecioanas, nove acabaram entrando no filme, incluindo Terra, Alguém Cantando, Coisa Mais Linda e 13 de Maio. Há ainda preciosas imagens de arquivo, que mostram Caetano Veloso chegando em Santo Amaro na sua volta do exílio, em 1972. Gravado em Super-8, o registro foi realizado e cedido pelo cineasta Robinson Roberto.  Roberto Midlej

Serviço
A partir de terça-feira (26), às 10h, no YouTube, no canal da Associação Cultural Terno de Reis Filho do Sol
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas