Cyro de Mattos festeja 60 anos de poesia com lançamento de obra completa

entretenimento
08.04.2021, 10:00:00
Cyro de Mattos nasceu em Itabuna e tem 82 anos (1)reprodução; 2)divulgação)

Cyro de Mattos festeja 60 anos de poesia com lançamento de obra completa

Baiano estará em live nesta quinta-feira (8) no YouTube

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O escritor baiano Cyro de Mattos celebra nesta quinta-feira (8) seus 60 anos de carreira com o lançamento do livro Canto Até Hoje, às 19h, no canal do YouTube da Fundação Casa Jorge Amado. A publicação reúne a poesia completa do autor em 800 páginas e estará disponível para download e também em versão impressa.

A mediação da live será da jornalista e produtora cultural Mira Silva. Diversos convidados vão falar sobre a obra de Cyro, que está com 82 anos. A poesia infantojuvenil será analisada por Lilia Gramacho, escritora e psicóloga que vai falar principalmente sobre o livro O Menino Camelô, que deu ao escritor o Prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) em 2001. 

O jornalista Oscar D’Ambrosio, Doutor em Arte e História da Cultura, estará na live. Ele é o autor do prefácio de Canto Até Hoje. Ângela Fraga, presidente da Fundação Casa de Jorge Amado, estará representando a instituição, que, através de seu selo, está publicando o novo livro de Cyro. O poeta Aramis Ribeiro Costa e o ensaísta Cid Seixas também irão falar sobre a poesia do escritor.

A capa de Canto Até Hoje é ilustrada por Juarez Paraíso, para quem Cyro escreveu o poema homônimo ao livro: “A poesia é um pássaro/ que canta em meu ouvido/ De tal sorte encanta/ com suas cantigas/ pelo bico de sol e chuva/ que ao retornar sereno/ aos campos do eterno/ deixa esses rumores/ de relva como sonho”, diz um trecho do texto.

Com 56 livros editados em 14 idiomas, Cyro de Mattos foi homenageado por Carlos Drummond de Andrade (1902-1987), que lhe dedicou o seguinte texto em 1980: “Uma notícia irrompe desta árvore e ganha o mundo: verde anúncio eterno. Certo invisível pássaro presente murmura uma esperança a teu ouvido. De Drummond para Cyro”

Quinta-feira, 8, às 19h, no Youtube da Fundação Casa Jorge Amado

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas