Davi Fiuza: Anistia Internacional pede agilidade para que 17 PMs sejam denunciados

salvador
08.08.2018, 12:25:00
Atualizado: 08.08.2018, 17:52:33
(Foto: Anistia Internacional)

Davi Fiuza: Anistia Internacional pede agilidade para que 17 PMs sejam denunciados

PMs foram indiciados pela Polícia Civil; inquérito foi enviado ao MP-BA

A Anistia Internacional pediu nesta terça-feira (7) agilidade ao Ministério Público da Bahia (MP-BA) para que se faça a denúncia dos 17 policiais militares envolvidos na morte de Davi Santos Fiuza, adolescente desaparecido no dia 24 de outubro de 2014 durante uma operação policial na periferia de Salvador.

A Anistia Internacional é uma organização não governamental que defende os direitos humanos com mais de 7 milhões de membros e apoiadores em todo o mundo. 

Leia também: 'Foi uma bomba saber que 17 covardes sacrificaram meu filho', diz mãe de Davi Fiuza

“Apesar da lentidão nas investigações, é muito importante que o inquérito sobre o desaparecimento de Davi Fiuza tenha sido finalmente concluído e identificados os policiais responsáveis por este crime. É urgente que o Ministério Público denuncie os policiais responsáveis pelo desaparecimento de Davi e que eles sejam levados a julgamento. A Anistia Internacional permanecerá mobilizada junto à família de Davi para que o caso seja levado à justiça”, afirmou Renata Neder, coordenadora de pesquisa da Anistia Internacional Brasil.

Os 17 PMs foram indiciados na semana passada após envio do inquérito do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) ao MP-BA.

Os PMs respondem por homicídio qualificado. As qualificadoras são os crimes de ocultação de cadáver e concurso de agentes, que pode ser definido como a concorrência de duas ou mais pessoas para o cometimento de um ilícito penal. 

Davi tinha 16 anos quando desapareceu (Foto: Rute Fiuza/Arquivo Pessoal)

Os policiais indiciados faziam uma operação final para obtenção do diploma de soldado, na manhã de 24 de outubro de 2014, quando, segundo o inquérito, abordaram o garoto na Rua São Jorge, localidade de Vila Verde, em Salvador, e o raptaram. São dois tenentes, dois sargentos e 13 soldados-alunos – os tenentes e sargentos faziam parte do grupo de instrutores da operação.

Os nomes dos indiciados não foram revelados porque o processo tramita em segredo de Justiça. Em abril de 2016, 23 PMs chegaram a ser indiciados pela Polícia Civil pelo assassinato no jovem. A família do adolescente revive um novo capítulo da busca por notícias do garoto. Em entrevista ao CORREIO, a mãe da vítima, Rute Fiuza, disse que o momento é doloroso e que não tem esperanças de justiça.

A Anistia Internacional acompanha o desaparecimento de Davi Fiuza desde outubro de 2014, quando lançou uma Ação Urgente de mobilização internacional pedindo a investigação imediata do caso e também denunciou o caso para o Grupo de Trabalho da ONU (Organização das Nações Unidas) sobre Desaparecimentos Forçados ou Involuntários.

Ao longo destes quase quatro anos, a organização também denunciou a morosidade do sistema de justiça na investigação do caso, o risco de interferência nas investigações para proteger os policiais envolvidos e as ameaças à família de Davi.

“A cidade de Salvador tem um preocupante histórico de impunidade nos casos de violência policial e execuções extrajudiciais. Para mudar este quadro, é essencial que policiais envolvidos em execuções e desaparecimentos forçados sejam devidamente responsabilizados. A conclusão do inquérito sobre o desaparecimento de Davi Fiuza foi um passo importante neste sentido”, afirmou Renata Neder.

A Anistia cobrou ainda que a família de Davi Fiúza seja protegida pelo Estado. “Pessoas que denunciam as violações cometidas por policiais muitas vezes sofrem ameaças e retaliações. As chamadas ‘operações vingança’ também têm sido frequentes em diversas cidades no país. As autoridades da Bahia devem adotar medidas preventivas para garantir a segurança da família de Davi Fiuza e também para evitar qualquer forma de retaliação”, concluiu a representante da Anistia.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/juntos-e-shallow-now-5-versoes-do-hit-menos-piores-que-a-de-paula-fernandes/
Tem nos ritmos forró, country e, claro, no estilo pagodão da La Fúria; ouça
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/famoso-no-video-game-drift-conta-ate-com-campeonato-brasileiro/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/mostra-espelhos-dafrica-exibe-filmes-realizados-no-continente/
Evento acontece até 1º de junho no Espaço Cultural da Barroquinha e na Sala Walter da Silveira
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/ivete-sangalo-vira-desenho-animado-em-clipe-do-canal-infantil-mundo-bita/
Cantora comentou projeto, que faz parte de nova temporada da animação
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/do-inferno-de-volta-para-a-terra-hellboy-ganha-reboot-nas-telonas/
Novo filme estreia nessa quinta (23) e também conta a história de origem do personagem
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/toy-story-4-disney-libera-versao-dublada-do-novo-trailer-veja/
Marco Luque e Antonio Tabet dublam personagens na versão brasileira
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/alem-das-diferencas-crianca-ajuda-colega-cadeirante-durante-apresentacao-na-escola/
Conheça a história de Maria Clara e Diulia que mostraram que o amor ultrapassa barreiras
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/cuscuzes-apaixonados-youtube-ganha-sua-primeira-novela-exclusiva/
Primeira novela feita sob medida será exibida a partir desta quinta (23)
Ler Mais