Depoimento de Frei Tito sobre tortura é tema de live

entretenimento
13.08.2020, 05:50:00
A filósofa Marcia Tiburi conversa com a pesquisadora Jussilene Santana

Depoimento de Frei Tito sobre tortura é tema de live

Bate-papo nesta sexta (14) reúne a filósofa Márcia Tiburi e a pesquisadora Jussilene Santana

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Promovida pelo Instituto Martim Gonçalves, a live Arquivo-Vivo tem como objetivo colocar “um documento histórico” no centro da conversa. Na edição desta sexta-feira (14), às 16h, o bate-papo, que acontece no  Instagram https://www.instagram.com/martimandcompany/)  e é comandado pela pesquisadora e professora Jussilene Santana, será com a filósofa e escritora Márcia Tiburi, a partir do autodepoimento de Frei Tito sobre sua tortura, em 1970.

O convidado da live escolhe a fonte primária (documento, foto, ata, objeto...), que pauta o debate. Nesse documento, Frei Tito relata as técnicas e procedimentos utilizados pelos torturadores e reflete sobre a pulsão de um humano infligir, de forma consciente, dor a um semelhante. Preservado, o depoimento correu o mundo e hoje é considerado um dos registros  mais pungentes pela luta para a liberdade de expressão e pelo registro da mesma.

O Instituto Martim Gonçalves trabalha em conjunto e recebe o apoio do Grupo de Pesquisa - História do Teatro Brasileiro, do PPGAC/UNIRIO. Através de viagens por dez países, foram reunidos um acervo de 30 mil documentos sobre história do teatro e sobre cultura brasileira, organizados há três anos na instituição.  O acervo está disponível no https://institutomartimgoncalves.com.br/

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas