Desafio Empreendedor Cimatec vai para sua segunda fase

bahia
12.09.2020, 08:00:00

Desafio Empreendedor Cimatec vai para sua segunda fase

Cerca de 60 alunos estão desenvolvendo projetos sobre tendências que surgiram com a pandemia do coronavírus

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

É hora da segunda fase do Desafio Empreendedor Cimatec. Na última semana, os cerca de 60 alunos-empreendedores dos cursos de Engenharia Civil, Engenharia de Produção e Arquitetura do centro universitário tiveram o primeiro contato com os desafios propostos pelas entidades parceiras do projeto.

Neste sábado (12), eles terão uma atividade síncrona, quando apresentarão suas ideias em pitches (apresentações curtas) de até 1 minuto. Ao final, eles farão uma votação das 11 melhores ideias. A regra é desenvolver um projeto inovador pensando nas tendências de mercado lançadas pela pandemia do coronavírus.

Pitchs são discursos de vendas em um formato breve e direto. A ideia é que os empreendedores mostrem capacidade de síntese e persuasão para convencer investidores a apostar em seus projetos. No mesmo dia, os estudantes iniciam a negociação da formação de equipes. Gerente executivo de Tecnologia e Inovação do Senai Cimatec, Flávio Marinho aponta que os mentores irão ponderar a respeito da diversidade de perfis necessários para construir um grupo competitivo.

"Daremos alguns toques para que eles fiquem atento que é necessário ter todo o tipo de diversidade nos grupos. Diversidade de pessoas, de pensamentos e cursos. Isso é fundamental", disse Marinho.

Marinho aponta que diversidade é fundamental para as equipes que serão formadas para o Desafio (Foto: Divulgação/ Senai Cimatec)

Os desafios foram indicados pelo Sindicato da Indústria da Construção da Bahia (Sinduscon-BA), pela Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário da Bahia (Ademi-BA) e, por fim, a Solaria Labs. Respectivamente, cada parceiro lançou desafios sobre a industrialização das construções, novos modelos de domicílio e uso de dados para a gestão de domicílios.

O empreendedores receberão orientação das atividades que deverão desenvolver até o encontro do dia 26 de setembro, quando retornam a se reunir para analisar os resultados que obtiveram em relação ao problema e com estes dados, refinar o produto que conceberam anteriormente.

"O foco agora é entender profundamente os problemas associados e isso será feito por meio de contatos com potenciais clientes e especialistas na área. Eles irão a campo e precisam colher o maior número de informações possível", explicou Marinho.

Todo o Desafio Empreendedor Cimatec acontece de maneira virtual. Esse aspecto já aproximou o evento do Fórum Agenda Bahia 2020, realizado pelo jornal CORREIO e que apóia este evento.

“Nós temos duas convergências com o Agenda Bahia. A primeira foi a necessidade de se virtualizar. Além disso, também temos interesses em comum, como o tema do uso dos dados e a possibilidade de transformar um negócio a partir disto. É uma convergência oportuna que vai complementar a discussão sobre o tema”, afirma Marinho.

Confira o calendário completo do Desafio Cimatec:
12/09 - Pitch e votação para selecionar as 11 melhores ideias antes da formação das equipes de trabalho
26/9 - Reunião para analisar os resultados que obtiveram em relação ao problema e com estes dados, refinar o produto que conceberam anteriormente.
17/10 - Construção do primeiro protótipo do produto. Este protótipo (MVP) será levado ao mercado para testar efetivamente a receptividade dos potenciais clientes.
24/10 - Hora de refinar o modelo de negócio a ser praticado (estratégias de marketing, modelo de receita, parceiros e etc) e preparar a apresentação final.
07/11 - Dia de receber pessoas de mercado para avaliar as apresentações dos times. Está prevista uma palestra do investidor Rodrigo Baer, do Fundo Redpoint. Os times terão até 10 minutos para apresentarem seus negócios, como se tivessem buscando investidores. Os 3 melhores projetos faturam uma premiação, que ainda não foi divulgada.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas