"Dez de Copas" escondia corpos de vítimas em vala em Cajazeiras VIII

salvador
01.10.2013, 19:43:00

"Dez de Copas" escondia corpos de vítimas em vala em Cajazeiras VIII

Polícia procura pelo local, onde estariam enterrados 12 corpos

Da Redação

Um vala na região da Jaqueira, em Cajazeiras VIII, era usada pelo traficante Igor Pereira dos Santos, 20, o Dez de Copas do Baralho do Crime, para desovar os corpos de suas vítimas, segundo a Polícia Civil. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) procura pelo local, onde pelo menos 12 pessoas estariam enterradas.

Igor está envolvido com o tráfico de drogas desde os 12 anos e é responsável por pelo menos 8 homicídios em Cajazeiras VIII. Ele e o comparsa Emerson Lucas da Silva Lima, 19, foram apresentados nesta terça (1º) no DHPP. Ele tinha três mandados de prisão em aberto por homicídio e um por tráfico de drogas.

Igor e Emerson foram presos no sábado (28) pela Rondesp. Ele estava foragido da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE) desde 2011. Preso novamente, ele levou os policiais a sua casa, na rua da Mangabeira, onde foram apreendidos um revólver calibre 38, uma escopeta calibre 12, munições, crack e maconha.


Emerson e Igor foram presos pela Rondesp; eles agiam em Cajazeiras VIII

Igor é suspeito de assassinar Almiro José dos Santos Junior, o “Mirinho”, Adenilson José Pereira, Luciano da Silva Nogueira, Jéferson Santos da Silva, Nilson Gomes dos Santos, Marcos dos Santos Santos, Orlando Ferreira da Silva Filho e Rodrigo Bahia Valadares, o “Boi”, em crimes em sua maioria ligados a tráfico de drogas.

Segundo a polícia, Igor e Emerson faziam parte da quadrilha do traficante Jonatas de Souza Nascimento, morto em confronto com a polícia em 2011. Depois da morte de Jonatas, Igor teria assumido o comando do bando.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas