Dia das Crianças: CORREIO mostra presentes a partir R$ 1,20

economia
10.10.2015, 07:45:00

Dia das Crianças: CORREIO mostra presentes a partir R$ 1,20

O comércio de bairro é opção para não deixar passar em branco o brinquedo da criançada

Mesmo que sejam lembrancinhas, a criançada vai ter brinquedo em um Dia das Crianças de um ano marcado por inflação, desemprego e juros em alta. Quem ainda não comprou o presente para o filho, sobrinho ou até o netinho, pode garantir ao menos um mimo a partir de R$ 1,20. E não precisa ir tão longe. Basta ir ao comércio mais próximo da sua rua. O CORREIO percorreu  as lojas da Avenida Sete e do Dois de Julho - ambos no Centro -, Periperi, Pau da Lima, Estrada das Barreiras e Barroquinha (veja abaixo) e conferiu as melhores opções para você agradar seu filho.

Elidinéia Brito nem ia levar presente para a filha Júlia, 1 ano, mas acabou cedendo ao pedido pela Peppa (Foto: Marina Silva)

Em tempos de crise, inclusive, o comércio popular está em alta. O brasileiro, que pretende gastar bem menos com presentes  das crianças, poderá garantir o presente com um preço mais em conta nas lojas de bairro. Segundo pesquisa divulgada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), a expectativa de gastos médio para essa data é de R$ 160,43, 43% a menos do que em 2014 (R$ 280,48). “Há um movimento de comprar no bairro. Isso porque estas lojas são pequenas empresas e são as que mais empregam. Se a loja vende mais, emprega mais e  isso reflete no comércio e na indústria”, defende a economista Nilza Siqueira.

A especialista considera, ainda, que o fortalecimento do comércio de bairro também melhora as condições do próprio local. “Lojas maiores, no geral, têm um custo muito maior e, consequentemente, elas repassam estes preços para o produto. Quem paga a conta é o consumidor”.

Além do preço mais em conta, quem adquirir presentes nas lojas do comércio popular terá menos desgaste de percorrer corredores de shoppings. “As pessoas vão comprar mais em conta e terão menos gastos com a  locomoção. Nesse momento de crise, estas são uma boa opção, já que o poder de compra do consumidor é menor”, assegura.

Os mais pedidos
Na loja Mundo das Variedades, na Rua do Paraíso (Avenida Sete), entre os presentes mais comprados está um minicarro de Fórmula 1, que sai por R$ 1,20, e uma bolsa de plástico por R$ 1,89. Já na loja Preciosa, na mesma rua, o destaque vai para a boneca Nandinha, por R$ 16, e para um jeep, que sai por R$ 15. “Os produtos mais vendidos, por mais incrível que pareça, são bolas, bambolês e pega-varetas”, afirma a gerente Meire Almeida. Segundo ela, um saco com seis bolas de plástico sai por R$ 8,50 e o bambolê por R$ 6.

Gerente da FestaBrink, Tony Nogueira também nota uma preferência pelos ‘brinquedos de outros tempos’. Depois, os presentes preferidos são bonecas e carrinhos. “As pessoas estão sentindo o bolso pesar, mas não querem deixar de presentear”.

O Armarinho Carla, de Periperi, apostou em opções que contemplam tanto os meninos quanto as meninas. Dependendo do valor, o presente ainda pode ser dividido em até dez vezes. No entanto, a vendedora Gleice Carvalho acredita que o movimento precisa melhorar. “Os pais estão levando o que dá, nem estão trazendo as crianças para escolher. Chegam, perguntam se tem alguma coisa de tal personagem e levam aquilo que está de acordo com o que podem pagar”, afirma.

Já a proprietária da loja Cheiro de Neném, Silvia Lordelo, no mesmo bairro, encheu o estoque com opções de presentes dentro do tíquete médio que o consumidor está gastando para comprar o presente. “As pessoas estão procurando brinquedos de até
R$ 50. A gente comprou mais peças dentro desse valor, mas também não deixamos de trazer itens mais caros”.

Não cedeu
A dona de casa Elidinéia Brito,  29 anos, por exemplo, aproveitou sua passagem pela Avenida Sete para garantir brinquedos mais em conta e alguns mais caros para o Dia das Crianças. “Estou organizando uma festa para 30 crianças da minha igreja. Precisava comprar lembrancinhas”, conta. Ela e duas amigas juntaram R$ 200 para a festinha. “Como vim com a minha filha, Júlia, acabei levando o presente dela também”, afirma.

Com 1 ano, a pequena Júlia Brito nem sabe falar, mas, segundo a mãe, já pronunciava direitinho o que queria. “Papai, Peppa. Mamãe, Peppa”, disse ela, referindo-se à porquinha rosa Peppa Pig. “A gente já queria comprar algo para ela, mas não hoje (ontem). Como ela gostou e estava no meu orçamento, acabei levando”, revela Elidinéia. Segundo ela, o presente saiu por R$ 49,99, metade do preço do mesmo produto na mesma época do ano passado.

A autônoma Renilda Oliveira, 36, aproveitou para pesquisar o preço do presente da sobrinha, Manuela. “Ela quer um velotrol, então vou ter que comprar. Como custa R$ 97, vou dividir no cartão e tentar economizar nos próximos meses”, explica.

Com R$ 100 no bolso, mesmo desempregado, o pai da pequena Elóa,  1 ano, Jubson Barracho, foi tentar comprar uma lembrancinha para filha. “Estou pesquisando muito, porque quero comprar uma boneca que faça alguma coisa. Mas, quanto mais coisa ela faz, mais cara ela fica. Estou correndo as lojas aqui pra ver o que dá para levar”, conta.

Educação financeira deve começar desde de cedo
Dia das Crianças é sempre uma oportunidade de ensinar aos filhos a aprender a lidar com o dinheiro e com os desejos de consumo. Porém, antes de tudo, a lição precisa começar a ser feita dentro de casa, como afirma o especialista em finanças e idealizador do blog Quero Ficar Rico, Rafael Seabra.

“Não adianta de nada o pai tentar ensinar para os filhos sem fazer. Eles precisam se policiar para mudar os hábitos”, defende.

A gestão do dinheiro deve começar com a própria mesada e também na base da negociação. “Se ela quer comprar algo, ela pode juntar parte da mesada agora, para comprar depois de três meses. Ensine o filho a poupar, você pode pagar juros pra ele. Tudo que ele conseguir poupar, vale um bônus”, explica.

"Se ele ganha R$ 100 e sobra R$ 20, aí ela vai lá e dá 2%, por exemplo - o que rende R$ 2. Assim ele entende que sempre que poupa dá para alcançar um objetivo maior. Não só vai alcançar o objetivo como receber um prêmio por  isso”, completa.

Ontem, quando levou a netinha Lorena, de 4 anos, para comprar o presente, a dona de casa Ana Maria de Jesus foi com a conta certa do dinheiro para agradar a mais três netos. “Deixo ela pegar o que quer e vejo se dá para levar. Já vim certinho para comprar um brinquedo só para ‘tapiar’ mesmo”. Lorena até escolheu mais de um, uma boneca e uma lousa de desenhar, no entanto, os dois juntos não passaram de R$ 20. “Vi que dá, vou correr para o caixa para pagar antes que ela veja outras coisas e mude de ideia”, falou.

Para Seabra, fazer esse planejamento antes de sair de casa, como fez Dona Maria, é essencial para manter as contas em dia. “O ideal é deixar para dar presentes em datas realmente especiais, Natal, aniversário e Dia das Crianças. Às vezes, elas não têm noção de caro ou barato. Por isso é preciso deixar claro que a criança não vai ganhar o que quer toda hora”, ressalta.

Vale também construir uma espécie de “listinha de desejos”. “Faz um ‘caderninho de presentes’, quando chegar o Dia das Crianças, a pessoa pode escolher o que ele quer. Muitas vezes as crianças querem as coisas por impulso. Assim, eles vão poder priorizar aquilo que querem realmente ganhar”.

A autônoma Renilda Oliveira, 36, aproveitou para pesquisar o preço do presente da sobrinha. Ela vai ter que dividir o velotrol, que custa R$ 97 (Foto: Marina Silva)

10 lições de educação financeira para crianças
1) Dê a elas o controle do dinheiro: Se as crianças não tiverem este controle antes de se tornarem adultas, elas vão aprender que o dinheiro sempre será provido por alguém.
2) Ensine elas a poupar: Ao entender que podem fazer muito mais com o dinheiro, em vez de apenas usar com qualquer besteira, vão querer comprar alguma coisa maior e vão poupar.
3) Indique que redução de gastos permite que alcancem objetivos de forma mais rápida: Se  ensinar o conceito de objetivos financeiros,  vão aprender esta lição sozinhas.
4) Mostre que dinheiro pode fazer dinheiro: Ensine como elas podem investir em certas aplicações financeiras e como esses investimentos crescerão com o tempo.
5) Elabore um orçamento:  É algo simples, como, por exemplo, R$ 30 para a poupança; R$ 30 para investir em um objetivo de longo prazo; R$ 20 para um presente; e
R$ 30 para gastar livremente.
6) Faça com que paguem
 contas:  Dê a elas o montante para ser gasto  e as autorize a pagar a conta a cada mês.  Assim, aprenderão a pagar a conta em dia.
7) Mostre o perigo das dívidas:
Se você quiser que elas aprendam na prática, basta dar um cartão de crédito com limite bem baixo para que possam pagar a fatura.
8) Ensine que ganhar mais dinheiro as aproximam de seus objetivos:   Os filhos podem aprender essa lição por meio de uma renda extra. Atenção: essa renda não deve vir de tarefas domésticas.
9) Dialogue: Mostre como a psicologia do consumo nos afeta, fazendo com que gastemos nosso dinheiro. Converse sobre consumismo.
10) Ensine-as a pensar antes da compra:  Mostre para elas os benefícios de refletir antes de comprar.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/barra-69-ultimo-show-de-caetano-e-gil-antes-do-exilio-quase-teve-invasao-hippie/
Apresentações no TCA em julho de 1969 completam 50 anos; conheça os bastidores
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/projeto-boa-musica-comeca-com-geraldo-azevedo/
Cantor e compositor se apresenta neste domingo (21) no Othon e divide o palco com a banda Estakazero
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/new-hit-tj-ba-nega-absolvicao-a-musicos-acusados-de-estupros/
Oito integrantes do extinto grupo de pagode foram condenados a dez anos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/maragojipe-familia-esta-apreensiva-com-demora-no-julgamento-do-caso/
Testemunhas de defesa são ouvidas nesta sexta-feira (19)
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/festival-de-rap-boom-box-recebe-atracoes-como-djonga-e-matue/
Festa rola neste sábado (20), no Armazém Hall, em Vilas do Atlântico
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/claudia-leitte-voltara-aos-palcos-dois-meses-apos-dar-a-luz/
Na reta final da gravidez, cantora planeja retorno às atividades em outubro
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/cats-musical-com-taylor-swift-e-idris-elba-ganha-trailer-assista/
Clássico da Broadway chega aos cinemas em dezembro e já é forte candidato ao Oscar
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/beyonce-lanca-the-gift-album-do-filme-rei-leao-ouca/
Artista faz curadoria do álbum que tem 27 músicas e participações de Kendrick Lamar, Jay-Z, Pharrell e Childish Gambino
Ler Mais