'Discriminação é coisa feia', desabafou papa Francisco

mundo
11.06.2016, 14:51:00

'Discriminação é coisa feia', desabafou papa Francisco

O pontífice sugeriu para os religiosos que praticam a discriminação que é melhor fechar as portas da Igreja do que rejeitar pessoas

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Durante o Jubileu dos Enfermos e Portadores de Necessidades Especiais, realizado neste sábado (11), no Vaticano, o papa Francisco criticou os sacerdotes que praticam a discriminação nas suas igrejas. O pontífice sugeriu para esses religiosos que é melhor fechar as portas do que rejeitar pessoas.

(Foto: AFP)

Bergoglio se emocionou com a pergunta de uma menina italiana que lhe dizia que não se sentia acolhida em sua paróquia e não entendia por que não podia comungar. "Você citou uma das coisas mais feias que existem para nós, a discriminação (...) Penso em um sacerdote que não abriga todos. Feche suas portas, por favor. Porque ou é todo mundo, ou não é ninguém", desabafou Francisco.

O pontífice lembrou Pio 10º que, no começo do século passado, escandalizou autoridades da católicas ao sugerir que a comunhão deveria ser feita também por crianças, não apenas por adultos. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas