Djokovic e Nadal vencem e avançam às oitavas em Monte Carlo

esportes
14.04.2021, 17:00:00
Djokovic venceu Sinner em Monte Carlo (Foto: Valery Hache/AFP)

Djokovic e Nadal vencem e avançam às oitavas em Monte Carlo

Sérvio derrotou italiano Jannik Sinner por 2 sets a 0, enquanto espanhol bateu argentino Federico Delbonis por 2 sets a 0

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Em sua primeira competição desde a conquista do título do Aberto da Austrália, em fevereiro, o sérvio Novak Djokovic mostrou nesta quarta-feira (14) que está em boa forma física e técnica. Testado logo em sua estreia no Masters 1000 de Monte Carlo, disputado em quadras de saibro no Principado de Mônaco, o número 1 do mundo derrotou o embalado italiano Jannik Sinner, que vinha do vice em Miami, por 2 sets a 0 - com parciais de 6/4 e 6/2, em 1 hora e 36 minutos.

Com o resultado positivo, Djokovic manteve a sua invencibilidade na temporada 2021 e conquistou a sua 10ª vitória seguida. Além dos sete triunfos obtidos em sua campanha vitoriosa no Grand Slam em Melbourne, ele teve outros dois na ATP Cup, mas que não foram suficientes para levar a Sérvia para as semifinais da competição entre países também na Austrália.

Nas oitavas de final em Mônaco, o líder do ranking poderia enfrentar o outro finalista de Miami, o polonês Hubert Hurkacz. Mas o britânico Daniel Evans não permitiu isso e terá o desafio de encarar Djokovic com a vitória nesta quarta-feira por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/1.

Atual campeão do Masters 1000 de Monte Carlo - da edição de 20219, já que o torneio no ano passado foi cancelado por causa da pandemia do novo coronavírus -, o italiano Fabio Fognini foi outro que já está nas oitavas de final. Nesta quarta-feira, depois de passar pela estreia sem perder sets, repetiu o feito e superou o australiano Jordan Thompson por 2 a 0, com um duplo 6/3.

O italiano poderia enfrentar Daniil Medvedev na próxima rodada, mas com a contaminação por covid-19 do tenista russo - atual número 2 do mundo - e sua exclusão do torneio, terá pela frente o sérvio Filip Krajonovic, que bateu o argentino Juan Ignacio Londero, substituto de Medvedev na chave principal, por 2 sets a 0, com parciais de 6/0 e 6/3.

Responsável pela eliminação do canadense Felix Auger-Aliassime na primeira rodada, o chileno Cristian Garin também bateu um australiano nesta quarta-feira. Ele teve John Millman pela frente e anotou o placar final de 6/1 e 6/4. Nas oitavas de final, terá um páreo duríssimo pela frente contra o grego Stefanos Tsitsipas, cabeça de chave número 4, que um dia antes batera o russo Aslan Karatsev.

Sexto mais bem cotado em Monte Carlo, o russo Andrey Rublev abriu a quarta-feira na quadra central e não decepcionou. Em duelo com o italiano Salvatore Caruso, vindo do qualifying, mostrou bastante firmeza e passou sem sustos, precisando de pouco mais de uma hora para despachar o rival com parciais de 6/3 e 6/2.

Também se garantiu nas oitavas de final no saibro monegasco o búlgaro Grigor Dimitrov, que ganhou do experiente francês Jeremy Chardy por 2 sets a 0, com o placar final de 7/6 (7/3) e 6/4. 

Nadal arrasa argentino
Quase dois meses após entrar em quadra pela última vez, Rafael Nadal mostrou que segue em grande forma. O número três do mundo arrasou o argentino Federico Delbonis por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/2, em sua estreia no Masters 1000 de Monte Carlo, em Mônaco.

Dono de 11 títulos no principado, Nadal não jogava desde que foi eliminado no Aberto da Austrália, em 17 de fevereiro. Nesta quarta, ele enfim iniciou sua trajetória na gira europeia de saibro, sua superfície favorita, que vai culminar em Roland Garros, no mês de junho.

Nas oitavas de final em Monte Carlo, o espanhol vai enfrentar o búlgaro Grigor Dimitrov, para quem tem apenas uma derrota em 14 jogos no circuito. Nas quartas, poderá cruzar com o embalado russo Andrey Rublev. E é o favorito nesta metade da chave porque o cabeça de chave número dois, o também russo Daniil Medvedev, desistiu do torneio porque testou positivo para a covid-19.

Outros cabeças de chave também avançaram nesta quarta, como o alemão Alexander Zverev (5º), os espanhóis Roberto Bautista Agut (9º) e Pablo Carreño Busta (12º) e o belga David Goffin (11º). Já o argentino Diego Schwartzman (7º), outro especialista no saibro, se despediu logo na estreia, assim como o polonês Hubert Hurkacz (13º), campeão do Masters de Miami, nos Estados Unidos.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas