Dorival Caymmi terá músicas do início dos anos 1940 reeditadas

entretenimento
08.04.2021, 15:45:00
Atualizado: 08.04.2021, 15:48:27
Dorival Caymmi ajudou a criar o conceito de baianidade, junto com Jorge Amado (divulgação)

Dorival Caymmi terá músicas do início dos anos 1940 reeditadas

Dorival Caymmi: Os Anos Continental recupera cinco gravações feitas pelo artista para os extintos selos Continental e Columbia

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A parte mais expressiva da discografia de Dorival Caymmi (1908-2008) estão no arquivo da Universal Music, companhia fonográfica detentora dos acervos das gravadoras Odeon e Philips. Mas, existem cinco registros fonográficos feitos pelo cantor, compositor e violonista baiano na gravadora Columbia, entre 1940 e 1941, que chegaram a ser editados em CD mas que permaneciam oficialmente inéditos nas plataformas digitais.

Esse ineditismo acaba em 30 de abril próximo, dia do 107º aniversário de Caymmi, quando a gravadora Warner Music põe nos aplicativos o EP Dorival Caymmi – Os anos Continental. Entre esses cinco fonogramas, se destaca O Mar, editada na íntegra do EP, com acompanhamento da orquestra regida pelo maestro Radamés Gnattali (1906-1981). No disco original de 78 RPM, o registro ocupou os dois lados do vinil por limitações de espaço do formato.

Outras duas canções praieiras, A Jangada Voltou Só e É Doce Morrer no Mar, surgem sem o glamour das orquestras da época, apresentadas somente com a voz e o violão de Caymmi.

O disquinho traz ainda as gravações originais de duas músicas menos conhecidas do repertório de Caymmi: Balaio Grande e Essa Nega Fulô.  Ambas foram gravadas em disco com o toque da orquestra de Benedito Lacerda (1903 – 1958). O EP Dorival Caymmi – Os anos Continental foi idealizado pelo pesquisador musical Renato Vieira.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas