É tetra! Ana Marcela vence 25km e é ouro novamente no Mundial

esportes
19.07.2019, 01:35:30
Atualizado: 19.07.2019, 11:34:10
Ana Marcela nada no mar coreano agitado (Satiro Sodré/rededoesporte.gov.br)

É tetra! Ana Marcela vence 25km e é ouro novamente no Mundial

Baiana consegue o quarto título da prova e o segundo na edição de Gwangju

Ela é impossível! A baiana Ana Marcela Cunha faturou mais uma medalha de ouro no Mundial de Esportes Aquáticos de Gwangju, na Coreia do Sul. Na madrugada desta sexta-feira (19), a nadadora venceu pela quarta vez a prova da maratona aquática de 25km, sendo a terceira seguida. Ela é a primeira mulher a ser tricampeã mundial consecutiva e a primeira tetra de uma prova.  

A atleta venceu a prova em 5h08min03seg, superando um mar agitado e um clima com muito vento e chuva. Sobrou tanto no fim que chegou a nadar de costas. Finnia Wunram, da Alemanha, e Lara Grangeon, da França, completaram o pódio. Na última terça, a baiana havia conquistado o ouro nos 5km

É a 11ª medalha de Ana Marcela em Mundiais de esportes aquáticos, sendo a quinta de ouro, e a 12ª na modalidade, já que ela conquistou uma no antigo Mundial de maratona aquática.

Ana Marcela com as medalhas de ouro dos 5km e 25km
Ana Marcela com as medalhas de ouro dos 5km e 25km (Satiro Sodré/rededoesporte.gov.br)
O momento histórico da chegada: tetracampeã mundial dos 25km
O momento histórico da chegada: tetracampeã mundial dos 25km (Satiro Sodré/rededoesporte.gov.br)
Isso mesmo: quatro vezes, em 2011, 2015, 2017 e 2019
Isso mesmo: quatro vezes, em 2011, 2015, 2017 e 2019 (Satiro Sodré/rededoesporte.gov.br)
Ainda na água, ela cumprimentou a alemã Finnia Wunram, vice-campeã
Ainda na água, ela cumprimentou a alemã Finnia Wunram, vice-campeã (Satiro Sodré/rededoesporte.gov.br)
O abraço no treinador Fernando Possenti
O abraço no treinador Fernando Possenti (Satiro Sodré/rededoesporte.gov.br)
Pódio completo teve Finnia Wunram, da Alemanha, e Lara Grangeon, da França
Pódio completo teve Finnia Wunram, da Alemanha, e Lara Grangeon, da França (Satiro Sodré/rededoesporte.gov.br)
Ana durante os 25km em Gwangju, na Coreia do Sul
Ana durante os 25km em Gwangju, na Coreia do Sul (Satiro Sodré/rededoesporte.gov.br)
Ana Marcela nadou quatro provas e ganhou duas medalhas de ouro neste Mundial
Ana Marcela nadou quatro provas e ganhou duas medalhas de ouro neste Mundial (Satiro Sodré/rededoesporte.gov.br)

Ana Marcela começou a prova na frente. Após cerca de uma hora, caiu para 3º lugar, mas recuperou a ponta poucos minutos depois. No entanto, a baiana voltou a perder posições próximo às duas horas de maratona, indo parar na 4ª colocação.

Com três horas de prova, Ana Marcela subiu uma posição. E chegou à vice-liderança já com cerca de quatro horas da maratona, atrás da francesa Lara. Na parte final, assumiu a ponta para não perder mais. 

“Foi uma das provas mais rápidas que a gente nadou. Costumo nadar em cinco horas e 25 (minutos) e essa foi menos de cinco horas e 10. As meninas nadaram muito mais forte que o normal”, analisou, em entrevista ao Sportv. “É uma prova que eu gosto de nadar. Tentei não desgrudar do pelotão e me senti bem confortável nadando. No final, saí um pouco ali detrás das meninas para não ficar no vácuo, abri e consegui vencer”.

Além dos dois ouros, Ana Marcela ficou em 4º no revezamento misto com a equipe brasileira e em 5º nos 10km, posição que garantiu uma vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. “A gente nunca está satisfeita, estamos sempre em busca da perfeição. É a primeira vez que uma atleta é a tricampeã seguida de uma prova, mostra que o trabalho está sendo bem feito. Só falta uma coisa aí, que a gente sabe o que é”, diz ela, se referindo a uma medalha olímpica.

No masculino, o húngaro Gergely Gyurta liderou boa parte da prova, mas sentiu um problema asmático e acabou perdendo rendimento na parte final - terminou em 10º lugar. Desta forma, a medalha de ouro, assim como em Budapeste-2017, acabou com o francês Axel Reymond, com 4h51min06seg. Ele foi seguido pelo russo Kirill Belyaev e pelo italiano Alessio Occhipinti.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/fotografa-faz-ensaios-para-negros-a-preco-acessivel-no-reconcavo/
Ellen Katarine também é trancista, dreadmaker e estudante de História na UFRB
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/thiaguinho-chora-ao-cantar-musica-que-escreveu-para-fernanda-souza-veja/
Cantor começou a se emocionar durante a canção 'Deixa Tudo Como Está'
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/dancarino-morre-e-outras-duas-pessoas-ficam-feridas-em-ataque-de-faccao/
Três homens e uma mulher em um carro atiraram contra moradores em São João do Cabrito
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/jovem-se-finge-de-gato-e-mia-embaixo-da-cama-para-nao-ser-achado-por-policiais/
Ele é suspeito de ter participado de um latrocínio em Fortaleza
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/do-cordel-a-escultura-leitores-fazem-homenagens-para-correio/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/homem-deixa-delegacia-e-volta-atacar-publico-lgbt-na-porta-de-unidade/
Na madrugada, Edson Macedo invadiu bar Caras e Bocas, destruiu local e agrediu clientes e artistas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/triste-sina-da-mulher-ketchup-8-anos-depois-erenildes-aguiar-enfrenta-depressao/
Sem a fama de antes, arrependida e com doença severa, Erenildes vive de remédios e trancada dentro de casa
Ler Mais