Editais dão alento à arte durante a quarentena

entretenimento
15.05.2020, 06:00:00
Rebola, um dos espetáculos que inspira projeto de Thiago Romero, que venceu edital do Itaú Cultural

Editais dão alento à arte durante a quarentena

Prêmios locais e nacionais abrem oportunidades de criação em meio à pandemia

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Depois de quase dois meses longe dos palcos devido à quarentena, os artistas têm direito a um certo alento, com o surgimento de editais que contemplam a categoria. Na Bahia, foi lançada nesta semana a oitava edição do Calendário das Artes, realizado pela Fundação Cultural do Estado (Funceb/SecultBA). Em Camaçari, a Secretaria de Cultura local também anunciou a premiação. Em nível nacional, o Itaú Cultural tem promovido editais em diversas áreas e oito baianos já foram selecionados.

“O modelo desta premiação é um exemplo muito simbólico de estímulo à criação artística com a justa compreensão das diversidades territoriais. Com as restrições de circulação social, estes princípios tornam-se ainda mais importantes. Vislumbramos neste cenário, alcançar, minimamente, 400 artistas na materialização das ideias premiadas”, diz a diretora geral da Funceb, Renata Dias.

Renata Dias, diretora da Funceb (divulgação)

No Calendário das Artes, podem concorrer propostas inéditas nos seguintes segmentos: Artes Visuais, Audiovisual, Circo, Dança, Literatura, Música, Teatro e Artes Integradas (propostas que envolvem mais de uma destas áreas artísticas). A inscrição, até 1º de junho, é gratuita, por meio de preenchimento de formulário online, no site da Funceb. No total, 200 propostas serão selecionadas pela Fundação Cultural, sendo que cada uma será premiada no valor de R$ 2.500,00.

Nas edições anteriores, esse edital não contemplava a produção para a internet, mas, diante do novo cenário de isolamento imposto pela covid, se adaptou à nova realidade. Tanto no Calendário das Artes como nos demais editais, toda a produção será veiculada na internet. No caso da Funceb e de Camaçari, a veiculação ocorrerá também na TV: o primeiro, na TVE; o segundo, na TV Camaçari Cultura.

Mas, no caso dos editais da Bahia, para manter um bom nível de qualidade técnica, as transmissões ao vivo não são aceitas e tudo será gravado para posterior veiculação. Vale ressaltar que, claro, as regras de isolamento devem ser obedecidas. Por isso, no caso de Camaçari, no máximo duas pessoas podem participar do vídeo, desde que residam no mesmo ambiente.

Thiago Romero, um dos artistas da Bahia que foi contemplado no edital de artes cênicas do Itaú Cultural, está respeitando à risca a quarentena. Desenvolveu o projeto junto com Daniel Arcades, que escreveu o texto e mandou para ele pela internet. Daniel gravou, mandou para o editor, que fez seu trabalho também à distância. Em breve, outros atores também gravarão suas cenas, usando suas próprias câmeras ou celulares.

Thiago vai produzir em torno de dez vídeos, que serão veiculados semanalmente. O material será baseado em montagens anteriores em que Daniel e Thiago trabalharam juntos, como Madame Satã e Rebola, além de NAU, que a dupla dirigirá em breve.

O edital de artes cênicas do Itaú, que contempla circo, teatro e dança, recebeu mais de 7,2 mil inscrições de todo o país, entre as quais foram selecionados 200 trabalhos de 25 diferentes estados. Cada um receberá até R$ 10 mil.

Márcia Tude, secretária de cultura de Camaçari (divulgação)

“Esse processo foi um mergulho e tanto, com fôlego suficiente para inspirar esse mar de propostas e subir de volta no mais curto tempo que nos foi possível, tendo em vista a situação pandêmica que nos atravessa, em especial a emergência dos trabalhadores das artes cênicas, das artes do corpo, da presença, do encontro”, diz a gerente do Núcleo de Artes Cênicas, Galiana Brasil.

Nesta semana, encerraram-se as inscrições para o edital de literatura do Itaú e na semana passada foram divulgados os vencedores da área musical. As artes visuais também tiveram selecionados no mês passado.

O edital de Camaçari foi lançado na quarta-feira e aceita inscrições até o dia 25 deste mês, no portal da Secretaria de Cultura da cidade. Para participar, é necessário residir no município há, pelo menos, dois anos. O  valor total é de R$ 360 mil, com valor de premiação de R$600 a R$1.800.

Há uma diversidade maior que nos casos anteriores, como observa Márcia Tude, secretária de cultura do município: “O edital atende da música à moda; da cultura popular à gastronomia, arquitetura...”. Outro diferencial é que algumas propostas poderão ser executadas presencialmente, após o encerramento da quarentena. Nesse caso, os contemplados recebem a verba antecipadamente.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas