Eduardo aposta em concentração e pede ajuda da torcida para jogo contra o Sergipe

e.c. bahia
28.03.2017, 06:38:00

Eduardo aposta em concentração e pede ajuda da torcida para jogo contra o Sergipe

Bahia e Sergipe jogam quarta-feira (28), às 21h45, no Batistão

O tempo de errar já foi. Passou. Agora, um passo em falso pode colocar tudo a perder. A Copa do Nordeste é como uma corda-bamba. Quem errar, cai. Quarta-feira (29) é hora de fazer a primeira travessia. Às 21h45, o Bahia encara o Sergipe no Batistão, em Aracaju, pelo jogo de ida das quartas de final da competição regional.

Para chegar ao outro lado sem se desequilibrar, é necessário olhar em linha reta e esquecer tudo que está ao redor. Ba-Vi na próxima rodada do Campeonato Baiano? Quem liga? O lateral-direito Eduardo, por exemplo, não quer nem ouvir falar do clássico agora. “Está rolando um furdunço danado e eu nem ligo para isso, sabe? Quero pensar no Vitória na semana do jogo. Deixa eles fazerem o trabalho deles e a gente faz o nosso. O foco é a Copa do Nordeste, o Sergipe. Que o Vitória faça a parte dele e a gente faça a nossa”, explica.

Eduardo está focado para vencer o Sergipe (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

A palavra que guia Eduardo agora é concentração. Para ele, essa é a arma ideal para vencer o jogo de ida e conseguir uma boa vantagem para a decisão, domingo, às 16h, na Fonte Nova. “Temos que pensar só no Sergipe. Pensar em fazer um bom jogo e conseguir um bom resultado dentro de casa. Tem que ter muita concentração desde o início da partida. Não podemos errar, é mata-mata. Não podemos nos dar ao luxo de errar. A equipe deles mudou muito e creio que para melhor. Estamos encarando como nossa primeira final”, avalia o jogador.

Na segunda-feira (27), o elenco assistiu a alguns vídeos do adversário para evitar surpresas. E o lateral alerta: não é para subestimar o Sergipe, não, porque o time é chato, carne de pescoço. “É uma equipe rápida, que não vive um bom momento. Os jogadores tendem a querer mostrar, então temos que fazer nosso trabalho e não nos preocupar com eles. Se estivermos bem e focados, vamos conseguir o nosso objetivo”, opina Eduardo.

Vai descer?
Bahia e Sergipe já se enfrentaram esse ano. Na primeira fase da Copa do Brasil, em fevereiro, o tricolor foi ao Batistão, deu 2x0 e despachou os donos da casa da competição. Naquela partida, um dos trunfos do time do técnico Guto Ferreira foi o intenso apoio da torcida, que compareceu em peso. Contar com esse força extra novamente é uma das esperanças de Eduardo. 

“No outro jogo, o estádio estava bem cheio. Se a gente ficar com a bola, a torcida vai voltar contra eles. Tem que estar concentrado, errar o mínimo possível e guardar as chances que a gente achar para não ter sustos”, torce.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas