Ela é selvagem, divertida e feminista

entretenimento
06.02.2020, 08:00:07
Atualizado: 06.02.2020, 08:21:55

Ela é selvagem, divertida e feminista

Atriz australiana Margot Robbie, 29, brilha na aventura Aves de Rapina: Arlequina e Sua Emancipação Fantabulosa

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Versão para o cinema do grupo de anti-heróis da DC, Esquadrão Suicida (David Ayer/2016) tem alguns pecados. Mas a escolha de elenco, defitivamente não é um deles. Todos os atores, de uma forma ou de outra, se ajustaram aos personagens originários dos quadrinhos - menos o Coringa de Jared Leto, uma farsa ‘real oficial’. Mas, o que foi aquela Arlequina de Margot Robbie?

A atriz australiana de 29 anos defendeu sua personagem com tanta verdade que a distanciou da primeira aparição na série animada, criada para a televisão por Paul Dini e Bruce Timm, em 1992, em que era capacho do Coringa. Quase não vemos em Robbie influência da Arlequina da graphic novel Louco Amor, vencedora do Prêmio Eisner em 1994.

O sucesso foi tanto que a atriz lutou por um filme solo para a palhaça mais sexy, cínica e sádica do mundo do crime. Produziu e levantou todas as bandeiras que pode pra lançar Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa, filme dirigido por Cathy Yan.

Liberdade - A história tem a própria Arlequina como narradora - recurso engraçado por vezes, já que ela fala uma coisa e nós vemos outra, completamente diferente.  O ponto de partida é o fim do seu relacionamento com o Coringa. Mas, apesar de carregar o status de primeira dama do crime de Gothan por um tempo, ela percebe que precisa criar asas e formar sua própria gangue - de mulheres, claro. Por que continuaria servindo de escada para homem?

Nesse ponto, começamos a conhecer a história individual de cada uma das ‘aves de rapina’, recurso também utilizado em Esquadrão Suicida. Mas, agora, numa versão bem mais psicodélica e ‘purpurínica’, quase uma página daqueles álbuns da bonequinha LOL.

Surgem, então, a lutadora Caçadora (Mary Elizabeth Winstead), a cantora Canário Negro (Jurnee Smollett-Bell) e a policial Renée Montoya (Rosie Perez). Suas histórias são contadas de forma independente, até que algum momentose cruzam com Arlequina. A questão aqui é que tudoprecisa estar bem costurado, até para justificar a formação do grupo das vingadoras. Infelizmente, a diretora sino-americana não consegue entregar a coerência necessária para consolidar a jornada da Arlequina na divertida versão ‘vigilante’.

Cabe aqui uma curiosidade pertinente ao universo em quadrinhos: a líder das Aves de Rapina sempre foi a Batgirl, alter ego de Barbara Gordon (filha do Comissário Gordon), que nem é citada neste filme. Nas HQs, as Aves de Rapina apareceram apenas em 1996, mas as raízes para a sua criação surgiram em A Piada Mortal, clássica história do Batman publicada no fim da década de 1980 pelo gênio Alan Moore.

 Na HQ, o Coringa decide provar sua teoria de que basta um dia ruim para enlouquecer alguém, e no processo invade a casa do Comissário Gordon, atira em Barbara Gordon, a Batgirl, e deixa a heroína paraplégica.

Feminismo - Cada vez mais bem vista em Hollywood, Margot Robbie está no elenco de dois filmes concorrentes ao Oscar: Era Uma Vez em Hollywood (Quentin Tarantino) e O Escândalo (Jay Roach, pelo qual foi indicada como atriz coadjuvante). Em seus discursos, Robbie vem exaltando o poder da muher na indústria do cinema: “Nós nos sentimos seguras umas com as outras. Apoiadas, abertas, e para mim tem sido libertador”.

 
Rapinas

  • Coragem - Margot Robbie dispensou dublê e fez suas próprias cenas de ação, presa em cabos de segurança. Harley Quinn (no Brasil, Arlequina) tem uma ex-namorada no filme.
  • Econômico -  A produção teve um orçamento de US$ 97,1 milhões - menor do que a maioria dos filmes baseados no universo DC. Liga da Justiça, por exemplo,  custou US$ 300 milhões.
  • Estreia - A diretora Cathy Yan é a primeira mulher asiática a dirigir um filme de super-heróis. Ela nasceu 
  • na China e cresceu entre Hong Kong e Washington, nos EUA.
  • Ação - O filme é repleto de ação. Por isso, as atrizes passaram meses fazendo treinamento físico intenso. Mas, no fim do dia, elas saiam para tomar piña colada.


Salas
 Cinemark  Sala 1 (dub): 15h, 17h30, 20h (segunda terça e quarta), 20h (leg) (quinta, sexta, sábado e domingo) | Sala 4 (dub): 12h (exceto segunda, terça e quarta), 14h30, 15h, 19h30, 22h (leg) | Sala 5 (leg) 15h40, 18h10, 20h40, 23h15 (sábado) | Sala 9 (leg): 13h50, 16h20, 18h50, 21h20  Cinépolis Bela Vista  Sala 1 (dub): 14h, 16h30, 19h, 21h20 | Sala 2 (dub): 12h (sábado e domingo), 14h30, 17h, 19h30, 22h (leg) | Sala 6 (dub): 13h30, 16h (leg), 18h30, 21h (leg) | Sala 9 (dub): 12h30 (sábado e domingo), 15h, 17h30, 20h, 22h30  Cinépolis Salvador Norte  Sala 3 (leg): 19h, 21h30 | Sala 4 (dub): 13h30, 16h, 18h30, 21h | Sala 6 (dub): 13h (sábado e domingo), 15h30, 18h, 20h30 | Sala 7 (dub): 14h, 16h45, 19h30, 22h15 | Sala 8 (leg): 15h  UCI Orient Shopping da Bahia  Sala 2 (leg): 15h30, 17h50, 20h10, 22h30 | Sala 4 (dub): 13h, 15h10, 17h25, 19h40, 22h | Sala 7 (dub): 13h30, 15h50, 18h10, 20h30 | Sala 9 (dub): 14h, 16h20, 18h40, 21h  UCI Orient Shopping Paralela  Sala 2 (dub): 15h20, 17h40, 20h, 22h20 (leg) | Sala 4 (dub): 14h, 16h20, 18h40, 21h  UCI Orient Shopping Barra  Sala 4 (leg): 13h30 (dub), 16h, 18h30, 21h | Sala 8 (leg): 13h, 15h10, 17h30, 19h50, 22h10  Orient Cineplace Boulevard Shopping  Sala 1 (dub): 14h, 16h20, 18h40, 21h (leg) | Sala 2 (dub): 19h20 | Sala 4 (dub): 11h30 (sábado), 21h20  Orient Serrinha Shopping  Sala 2 (dub): 11h30 (sábado),  13h50, 16h10, 18h30, 20h50  Cinesercla Cajazeiras  Sala 1 (dub): 16h, 18h10, 20h20 | Sala 2 (dub): 14h35, 16h40, 18h45, 20h50  Espaço Itaú Gçauber Rocha  Sala 1 (dub): 14h, 16h10 (leg), 18h20, 20h30 (leg)

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas