Em jogo disputado, Bahia abusa de gols perdidos e é derrotado pelo Botafogo

e.c. bahia
28.05.2017, 20:51:00

Em jogo disputado, Bahia abusa de gols perdidos e é derrotado pelo Botafogo

Tricolor sofreu segunda derrota seguida no Campeonato Brasileiro

A ressaca do título da Copa do Nordeste, conquistado na quarta-feira passada, veio. E veio com sintomas pós-comemoração: dor de cabeça e gosto amargo - neste caso, de derrota. Neste domingo (28), o Bahia virou a chave, voltou à Série A, e perdeu para o Botafogo por 1x0, fora de casa. Agora, o tricolor acumula uma goleada e duas derrotas na competição. 

Juninho entrou na vaga de Régis com apenas 19 minutos de jogo (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Logo no começo do jogo, com apenas quatro minutos de bola rolando, o tricolor deu o primeiro sinal de que estava ligado no jogo quando, após escanteio, Edson desviou de cabeça, Renê Júnior cabeceou e obrigou Gatito a fazer linda defesa.

O Bahia ainda chegou com Zé Rafael que, de longe, arriscou um chute fraco. Parecia que tudo estava se encaminhado bem para o Esquadrão mas, aos 19, o time de Guto Ferreira perdeu uma das suas principais peças: Régis. O meia voltou a sentir a coxa e deixou o campo  mais cedo.

Até ali, o jogo era morno. Enquanto o Bahia teve um único lance de perigo com Renê Júnior, o Botafogo revidou duas vezes. A primeira demorou, foi aos 34 minutos, quando Camilo cobrou falta com estilo e viu a bola passar por cima da barreira e raspar o poste direito. A segunda veio aos 40, com sobra de bola para Marcelo após cobrança de escanteio. O zagueiro, no entanto, cabeceou por cima do gol.

O time carioca tentou uma, duas vezes. Na terceira, carimbou. Aos 43, Edson falhou e viu Bruno Silva roubar a bola e tocar para Pimpão. O volante voltou para receber a bola e, de cobertura, com falha de Jean, abriu o placar.

O intervalo normalmente serve para os jogadores ajustarem erros e para o jogo esfriar. Certo? Nem sempre. O segundo tempo pegou fogo. Logo na volta para o jogo, com dois minutos, Bruno Silva recebeu na área, cabeceou em cima de Jean e, por pouco, não fez o segundo gol no jogo.

Sem se deixar intimidar, o Bahia também foi pra cima. Aos 6, Zé Rafael chutou rasteiro e viu Gatito salvar com os pés. Na sequência, foi a vez de Edigar Junio dar um chute com a ponta da chuteira e ver o goleiro botafoguense fazer mais milagre.

O confronto foi bastante equilibrado, com as duas equipes aproveitando os erros adversários. Aos 14, Camilo quase faz o dele ao chutar e raspar a trave de Jean. Na sequência, foi a vez de Joel perder um gol cara a cara com o goleiro tricolor.

O jogo era lá e cá. Mais uma vez, o Bahia abusava de perder gols e ainda contava com o talento de Gatito. Aos 23, Lucas Fonseca tentou de cabeça e viu o goleiro alvinegro defender. No rebote, Edigar, dentro da pequena área, desperdiçou gol incrível chutando em cima do goleiro rival. Vacilou.

Cinco minutos depois, Jean voltou a salvar. Guilherme ficou na cara do gol e o goleiro tricolor defendeu com os pés.

Apesar das boas chances,  ninguém marcou mais e o Bahia amargou sua segunda derrota consecutiva no Brasileirão. Com três pontos somados, o tricolor ocupa a 13ª posição na tabela.

O Esquadrão terá a chance de retomar o rumo no Campeonato Brasileiro daqui a uma semana. Na próxima segunda-feira (5), o tricolor encara o lanterna Atlético Goianiense, às 20h, na Fonte Nova.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas