Em meio a insegurança, escola em Valéria suspende aulas

salvador
25.10.2021, 12:06:00
Atualizado: 25.10.2021, 14:06:09
(Marina Silva/CORREIO)

Em meio a insegurança, escola em Valéria suspende aulas

PM diz que vídeo de tiroteio no Rio motivou decisão; bairro teve duas mortes no fim de semana

As aulas no Colégio Estadual Professora Noêmia Rego, em Valéria, foram suspensas nesta segunda-feira (25) depois de relatos de um tiroteio nas proximidades da unidade. Segundo o subcomandante capitão Charles Edgard, da 31ª Companhia Independente de Polícia Militar (Valéria), as aulas foram interrompidas por conta de um vídeo que circulou nas redes sociais afirmando ser um tiroteio na rua da escola. As imagens, na verdade, são de Belford Roxo (RJ).

"A iniciativa foi do vice-diretor, que está cobrindo as férias do diretor. A motivação nós causou surpresa. As aulas foram suspensas com base em um vídeo, que já foi noticiado como um tiroteio na cidade de Belford Roxo, no Rio de janeiro. Não houve troca de tiros próxima à escola. O que aconteceu foi um confronto na Rua Paulo Gonçalves, local distante da instituição e sem feridos", diz o subcomandante. 

(Marina Silva)
(Marina Silva)
(Marina Silva)
(Marina Silva)
(Marina Silva)
(Marina Silva)
(Marina Silva)
(Marina Silva)
(Marina Silva)
(Marina Silva)

Ele afirma que não houve conversa antes da decisão. "A atitude do vice-diretor foi uma surpresa, porque em nenhum momento a escola procurou a unidade para verificar a veracidade do fato. Alunos foram à escola, mas logo na entrada foram avisados pelos porteiros que não haveria aula", acrescenta.  "Nos causou estranheza, inclusive o comércio está aberto, o transporte público não foi interrompido e os atendimentos nas unidades de saúde continuam sendo realizadas".

Em nota, a Secretaria da Educação diz que as aulas foram suspensas por cautela e serão retomadas amanhã de maneira presencial. "Por cautela, as aulas presenciais no Colégio Estadual Noêmia Rêgo, no bairro de Valéria foram suspensas e realizadas remotamente, nesta segunda-feira (25). As aulas presenciais serão retomadas nesta terça-feira (26)", diz. 

O tiroteio na Rua Paulo Gonçalves, que não fica perto da escola, aconteceu no domingo e não teve feridos. A situação no local foi fruto de uma disputa entre facções rivais - o BDM tentando tomar território da Katiara. Na madrugada do sábado, também no bairro, duas pessoas foram mortas, incluindo um catador que foi confundido com traficante.

O bairro está sob ocupação policial. "O policiamento segue reforçado com a Operação Valeria, que está em vigor há quatro meses , com unidades no bairro, na Palestina e na Lagoa da Paixão. Na semana passada foram empregadas 42 viaturas e duas aeronaves da Polícia Militar", disse o capitão

Em agosto, depois de uma série de tiroteios, as aulas na mesma escola ficaram suspensas. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas