Emoção e felicidade: a reação dos novos modelos do Afro Fashion Day

entretenimento
16.10.2020, 06:00:00
Atualizado: 16.10.2020, 10:31:17
(Fotos: Acervo Pessoal)

Emoção e felicidade: a reação dos novos modelos do Afro Fashion Day

Três homens e três mulheres foram selecionadas para desfilar na passarela mais negra do Brasil em 2020

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Afro Fashion Day é um sonho, meu filho. Diga aí se não é?! Essa afirmação, seguida da pergunta retórica, é de Vitória Carmo, 18 anos, a mais votada entre as modelos não profissionais  que vão desfilar no Afro Fashion Day 2020. Foram mais de 36 mil visualizações nos 12 vídeos disponibilizados no Tik Tok do CORREIO e quase 5,5 mil curtidas - que também serviram de voto. 

Vitória recebeu 829 votos. No geral, o candidato com mais votos foi Ednei William: com 839 votos, o menino do Trobogy chegou à passarela do Afro Fashion Day em sua terceira tentativa.

Ednei conta que realização é a palavra que resume o que sentiu quando viu confirmada a sua participação na passarela do Afro. Este ano, serão 27 marcas na passarela mais negra do Brasil. Além dos 6 modelos (3 mulheres e 3 homens) selecionados pelo Tik Tok, outros 24 modelos de profisionais  estarão no desfile,  que terá o Dendê como seu grande conceito.

“Espero poder representar todas as pessoas que não  passaram e me ajudaram a chegar lá. Quero oportunidades no mundo da moda: castings, jobs, desfiles, ensaios e quem sabe o mercado internacional. A moda é o meu sonho  e temos que sonhar alto”, disse Ednei ao CORREIO.

Além de Ednei Willian e Vitória Carmo, outros quatro modelos também foram selecionados. Os dois meninos foram Deivid Crioulo (615 votos) e o caçulinha Rafa Araújo, de 16 anos, que teve 575 votos.

As outras duas meninas  são Kaká Cardoso (617 votos) e Thalia Neres. O perfil dos seis selecionados é bem jovem: todos têm menos de 20 anos de idade, sendo que o caçula Rafa Araújo tem apenas 16 aninhos e é morador do Cabula. Ele contou que ficou até meia-noite atualizando os vídeos para saber em que colocação estava. O mais ‘experiente’ da galera é Deivid Silva, ou Deivid Crioulo, como prefere ser chamado. Morador do bairro de Plataforma, ele tem 19 anos. Todo trabalhado no Ubuntu, ele garantiu que chegar à passarela do Afro Fashion Day "é só o começo de muitas coisas e a moda vai fazer parte dessa história".

Resultado da votação popular do Afro Fashion Day 2020 (Dados: Estúdio CORREIO)

Com a palavra, os modelos

Ednei Willian | 17 anos | Trobogy
"Fiquei exatamente feliz. É um sonho de muitos anos não acreditei quando vi o horário de encerramento da votação. Além de estar na passarela mais negra do Brasil eu fui o primeiro lugar. [É uma sensação] muito especial, um misto de sentimentos. Acho que ainda não caiu a ficha"

Deivid Silva | 19 anos | Plataforma
"Força de vontade e fé foi essencial pra isso se tornar realidade. E isso tive desde o começo, desde a produção do vídeo para a seleção até a final. A resposta tá aqui: enfim estou no Afro Fashion Day! Que orgulho de mim mesmo, isso não tem preço, é uma oportunidade e tanto. A minha expectativa é poder de uma forma levar esperança para aqueles que sonham, isso é só o começo de muitas coisas e a moda vai fazer parte dessa história. Gratidão a Deus. Ubuntu!"

Rafa Araújo | 16 anos | Cabula
"Assim que deu meia noite, e vi que meu vídeo estava na 3ª colocação, meu coração se encheu de felicidade. Tanto por ter conseguido passar na primeira tentativa, quanto por estar começando a realização de um sonho. Um mix de emoções. Serei eternamente grato a esta oportunidade, com certeza será uma experiência que levarei pro resto da vida. Minhas expectativas a partir de agora são de conseguir consolidar minha carreira como modelo, que se inicia a partir daqui, e que eu leve muitos aprendizados desta experiência inesquecível!"

Vitória Carmo | 18 anos | Ilha de São João
"Quando recebi a notícia, a primeira coisa que eu fiz foi me ajoelhar e agradecer a Deus. Só Deus sabe o quanto estou feliz, o quanto estou grata por tudo! Esse título de primeiro lugar [entre as mulheres] é de muita gratidão. Gratidão por tudo, gratidão por tudo que vem acontecendo na minha vida, por todas as bênçãos, por todas as vitórias. Sempre sonhei, sempre pedi a Deus, e no momento certo ele me deu a honra. Sempre corri atrás dos meus objetivos. E daqui pra frente, abraçarei todas as oportunidades e darei o meu melhor - como eu sempre fiz" 

Kaká Cardoso | 19 anos | Novo Marotinho
"Eu tô ansiosa, eu não consigo parar de pensar, não consigo parar de comentar com meus amigos sobre a minha ansiedade pra viver isso tudo, então são altíssimas, o AFRO eu considero muito além de um desfile representativo, é literalmente uma forma de mostrar a beleza negra que ocultaram durante muito tempo"

Thalia Neres | 17 anos | Jardim das Margaridas
"Receber essa notícia trouxe uma mistura de gratidão com alegria. Estou até agora sem acreditar que eu consegui ser selecionada entre tantas meninas sonhadoras como eu. E ser escolhida pelo público para participar desse evento é muito gratificante. Estou sem palavras. Por ser uma jovem e negra, desfilar na Passarela mais negra do Brasil é uma grande conquista. Esta é minha primeira participação e estou muito ansiosa e com ótimas expectativas para o desfile porque tem uma grande representatividade para mim. Tenho certeza que esse ano será inesquecível!"

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas