Empresário do goleiro Bruno é suspeito de assassinar o enteado

brasil
21.05.2017, 08:36:00
Atualizado: 21.05.2017, 08:57:10

Empresário do goleiro Bruno é suspeito de assassinar o enteado

Lúcio Mauro Rodrigues fugiu após o crime e é procurado pela polícia

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Responsável por conseguir o contrato para o goleiro Bruno Fernandes,  32 anos, jogar pelo Boa Esporte, de Varginha, em Minas Gerais, o empresário Lúcio Mauro de Melo Rodrigues,  44 anos, é suspeito de ter matado o enteado Rodrigo da Silva Almeida, 20. O jovem foi assassinado com um tiro no peito na tarde de quinta-feira, em Matozinhos, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Rodrigues fugiu após o crime e é procurado pela polícia. Segundo testemunhas, ele teria atirado no enteado ao tentar separar uma briga de casal e ser ameaçado de morte. A vítima seria usuária de drogas, segundo relatos de pessoas próximas, e tinha passagens pela polícia.

Ednelton Carracci, delegado de Matozinhos, afirmou ter recebido informações de que o suspeito se apresentará na delegacia da cidade. Acusado de homicídio, o empresário do goleiro Bruno foi candidato a vereador em Matozinhos no ano passado. Com o nome “Lúcio Força do Bem” na campanha, Rodrigues concorreu pelo PSDB, obteve 431 votos e não se elegeu.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas