Encontro virtual debate experiências de mulheres negras no meio jurídico

salvador
26.02.2021, 10:31:23
Atualizado: 26.02.2021, 10:46:12
(Foto: Reprodução)

Encontro virtual debate experiências de mulheres negras no meio jurídico

Professora Chiara Ramos e promotora Lívia Sant’Anna Vaz serão as palestrantes

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Em homenagem ao mês da mulher, a imersão “Juristas Negras: vivências e epistemologias ancestrais” irá acontecer nos dias 13, 20 e 27 de março, de forma online. Unindo aspectos teóricos com as experiências da vida, o encontro tem como objetivo fomentar a construção e o reconhecimento da identidade de mulheres negras que atuam no universo jurídico, sejam estudantes ou profissionais.     

Os encontros serão conduzidos por Chiara Ramos e Lívia Sant’Anna Vaz. “Foram anos de apagamento da nossa relevância intelectual, dos nossos saberes ancestrais, agora é hora de ocuparmos os espaços que nos foram negados por séculos”, aponta Chiara. 

A iniciativa, que está em sua terceira edição, costuma contar com perfis diversos em todas as turmas: “Já recebemos acadêmicas de Direito, juízas, procuradoras, defensoras públicas. Uma das propostas da Imersão é promover o acolhimento e a troca de saberes entre as participantes, independente do papel social que aquela jurista desempenhe. São em nossas vivências enquanto mulheres negras que nos reconhecemos”, afirma Lívia Vaz.     

Bolsa
Através de um processo seletivo, haverá a oferta de bolsas para juristas negras interessadas em fazer parte da atividade. Para concorrer, é necessário responder ao formulário disponível neste link até o dia 28/02. O resultado será divulgado até o dia 05/03 nas redes sociais das palestrantes.     

Solidariedade
Repetindo uma prática de sucesso nas edições anteriores, o evento também está recebendo inscrições de pessoas e instituições que queiram custear a participação de mais juristas negras na Imersão.  

“Possibilitar o acesso de mulheres negras a programas de estudos, oportunidades profissionais ou de crescimento pessoal é uma das formas de ser antirracista e, de certa forma, ser ponte para os novos horizontes  na vida de alguém”, concluiu Amanda Alves, bolsista da primeira edição da Imersão.      
 
Serviço:

  • Quando: 13, 20 e 27/03, das 16h às 18h.  
  • Inscrições para custear bolsas: bit.ly/ApoieUmaJuristaNegra3 
  • Inscrições para se candidatar a uma bolsa: bit.ly/ChamadaParaBolsistas3 
  • Todas as informações sobre o evento: bit.ly/ImersãoJuristasNegras3 
  • Instagram: @professorachiara; @liviasantanavaz 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas