Enderson comenta demissão do Fortaleza: 'Recebi com surpresa'

esportes
26.04.2021, 18:00:00
Enderson Moreira não é mais técnico do Fortaleza (Foto: Leonardo Moreia/Fortaleza EC)

Enderson comenta demissão do Fortaleza: 'Recebi com surpresa'

Com 80% de aproveitamento na temporada, treinador foi desligado do clube após eliminação para o Bahia

O técnico Enderson Moreira comentou a demissão do Fortaleza e disse ter ficado surpreso. O treinador foi desligado pelo clube no domingo (25), um dia após a eliminação para o Bahia na semifinal da Copa do Nordeste. O Esquadrão avançou à decisão ao vencer nos pênaltis por 4 a 2, após empate por 0x0 no tempo normal.

O profissional chegou ao Fortaleza no dia 7 de janeiro e conseguiu livrar o time do rebaixamento na Série A do Brasileirão. Ao todo, comandou a equipe em 23 jogos, com 12 vitórias, quatro empates e sete derrotas.

"Recebi com surpresa a notícia do meu desligamento do Fortaleza, muito em virtude de tudo o que vinha sendo construído com o respaldo da diretoria. Ano passado, fui contratado com a missão de garantir a permanência da equipe na Série A do Campeonato Brasileiro, e esse objetivo foi alcançado", escreveu.

Na atual temporada, foram nove triunfos, três empates e apenas um revés, um aproveitamento de quase 77%. O treinador, no entanto, vinha sendo contestado, e a queda no Nordestão causou sua saída.

Após a saída de Enderson, o Fortaleza sondou Fernando Diniz para a sequência da temporada. O nome foi escolhido pela experiência na Série A e DNA ofensivo do técnico. Mas, segundo o site ge, o ex-comandante do São Paulo recusou a proposta.

Nesta segunda-feira (26), a Federação Cearense de Futebol divulgou a tabela dos jogos da segunda rodada da segunda fase do estadual. A rodada terá início no próximo sábado (1º), quando o Fortaleza recebe o Caucaia às 16h, no Castelão.

Confira a íntegra da nota de Enderson Moreira

"A troca de treinadores é bastante corriqueira no futebol brasileiro, mas, dessa vez, recebi com surpresa a notícia do meu desligamento do Fortaleza, muito em virtude de tudo o que vinha sendo construído com o respaldo da diretoria. Ano passado, fui contratado com a missão de garantir a permanência da equipe na Série A do Campeonato Brasileiro, e esse objetivo foi alcançado. Nesta temporada, em virtude da pandemia, nosso calendário ficou ainda mais apertado, e o plantel vem sendo reformulado com as competições em andamento, com jogadores deixando o clube e outros chegando numa semana e estreando na outra.

Mesmo assim, temos um aproveitamento de quase 80% na temporada, com 9 vitórias, 3 empates e apenas 1 derrota - a melhor campanha na fase de grupos da Copa do Nordeste, na ponta do Campeonato Cearense e classificados na Copa do Brasil. Para mim, futebol não é apenas resultado, mas organização e competitividade dentro de campo, então repito o que sempre disse: não é porque o time estava ganhando que estava tudo certo. O time poderia render mais – como provavelmente iria render até o Brasileiro, visto que, mesmo com tantas chegadas e partidas de atletas, vínhamos numa boa evolução.

Neste momento, cabe a mim acatar a decisão do presidente, que abriu as portas do clube pra mim, e desejar sucesso ao Fortaleza, que é um time de massa e merece todo o meu respeito, e aos atletas, que se dedicaram para fazer em campo o trabalho proposto e manter um ambiente agradável e respeitoso no dia a dia.

Um abraço e meu muito obrigado a todos!"

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas