Equipe de Bolsonaro se irrita com vazamento de pedido feito a Biden

brasil
13.06.2022, 15:00:27
(Foto: Divulgação)

Equipe de Bolsonaro se irrita com vazamento de pedido feito a Biden

Brasileiro pediu que americano o 'ajudasse' a se reeleger contra Lula

O entorno do presidente Jair Bolsonaro não recebeu bem o vazamento por parte da Casa Branca do teor da conversa do brasileiro com Joe Biden, presidente norte-americano. Segundo o colunista Valdo Cruz, do g1, a equipe do chefe de estado brasileiro afirma que a conversa deveria ter sido sigilosa.

Naquela conversa, Bolsonaro insistiu na conversa com o colega dos EUA que as eleições no Brasil estão sob ameaça de fraude. O norte-americano afirmou confiar totalmente no sistema eleitoral brasileiro.

Ainda no encontro, ocorrido durante a Cúpula das Américas, Bolsonaro teria ainda pedido a Biden ajuda na sua reeleição, alegando que uma eventual vitória do petista Luiz Inácio Lula da Silva iria prejudicar interesses dos Estados Unidos no Brasil.

Bolsonaro disse, em entrevista nesta segunda-feira (13), que essas informações não passam de 'especulação'. O presidenta também classificou como 'fantástico' o encontro e que ficou 'maravilhado' com a reunião.

Mas, segundo o colunista do g1, a versão divulgada nos bastidores por assessores da Casa Branca conta que o encontro não foi essas mil maravilhas, com momentos de constrangimento, quando Biden não concordou com a tese conspiratória do brasileiro de riscos para as eleições no Brasil neste ano.

Na avaliação de assessores, a equipe de Biden passou informações “distorcidas” da conversa para proteger a imagem do presidente dos Estados Unidos, que na parte pública evitou criar constrangimentos para o presidente Jair Bolsonaro.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas