Espetáculo La Independencia faz metáforas sobre crises e superações

entretenimento
15.09.2018, 11:50:00
Espetáculo estreia neste sábado (15), no Teatro Gregório de Mattos (Foto: Agamenon Abreu)

Espetáculo La Independencia faz metáforas sobre crises e superações

Peça reflete, ainda, sobre a rica cultura artística da América Latina

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A dor da perda e o poder de escolher um novo futuro são os motes do espetáculo La Independencia, que chega hoje ao Teatro Gregório de Mattos, às 19h. Na trama, que prossegue de quinta a domingo, durante todo o mês de setembro, um grupo de artistas que reside em um teatro intitulado de La Independencia, se depara com um momento de crise: eles têm uma nova apresentação marcada para acontecer, mas o espaço está sendo vendido para um empreendimento. Em meio ao caos, os atores prosseguem ensaiando para o novo espetáculo, o qual trata da América Latina.            

Com texto de Paulo Atto e direção de Luis Alonso, o espetáculo passeia entre fatos da América Latina e momentos de total ficção que, através do elenco, fazem pontes poéticas com a realidade e os costumes do povo referido. Os ingressos ficam por R$ 20 e R$ 10.            

“Todo o espetáculo acaba sendo uma grande metáfora sobre momentos em que as saídas parecem poucas. Ele mostra a diferença dos impactos para quem busca novas opções e para quem entra em conformismos”, relata o grupo Oco Teatro Laboratório, que comanda a manutenção da montagem.      

Composto por Evelin Buchegger, Rafael Magalhães, Uerla Cardoso, Caio Rodrigo, Evana Jeyssan e Daniel Farias, a peça tem, ainda,  direção musical de Luciano Bahia.

A fala do dramaturgo Osvaldo Dragún é o que, para o grupo,  melhor define as demais reflexões trazidas no espetáculo: “Confundem países pobres com culturas pobres. Não há culturas pobres. Nossos países sofrem de pobreza, não de culturas pobres. A nossa, além de ser rica, é – felizmente - canibal. Nossa cultura tem absorvido tudo, e o que não tem absorvido, obrigaram-na a engolir. Devolvendo o transformado numa “outra coisa”. Parte dessa outra coisa é o Teatro em AméricaLatina, afirmou o Dragún.     

SERVIÇO
Teatro Gregório de Mattos (Centro).
Hoje, às 19h.
Prossegue de quinta a domingo, até dia 30.
Ingresso: R$ 20 | R$ 10.     

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas