Espetáculo retrata discrepâncias entre classes sociais com humor

entretenimento
01.09.2018, 11:00:00
(Foto: Divulgação)

Espetáculo retrata discrepâncias entre classes sociais com humor

Peça Pão com Ovo traz críticas através dos toques cômicos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Os costumes e o cotidiano das diferentes classes sociais do país ganham o palco do Teatro Jorge Amado neste fim de semana. A partir de hoje (1º), às 20h, a peça Pão com Ovo trata, de forma cômica, de temas como a diferença de atendimento em empresas públicas e privadas. A entrada fica por R$ 50 e R$ 25.

Na trama, que já foi assistida por mais de um milhão de pessoas, duas amigas de infância se reencontram após anos sem contato e passam a contar sobre as mudanças das suas vidas. Dijé é moradora de um bairro da periferia e casou com Zé Maria. Já Clarisse se tornou uma emergente alpinista social, e frequenta lugares sofisticados da cidade. As velhas amigas vão abordando detalhes do cotidiano com críticas enlaçadas pelo humor.

No palco, os atores César Boaes, Adeílson Santos e Charles Júnior, se revezam entre vários personagens, com textos que são, muitas vezes, improvisados. Com texto de Adeílson Santos e de César Boaes, é a primeira vez que a montagem, encenada pela Santa Ignorância Cia. de Artes, chega em Salvador. A peça já passou por mais de oito estados brasileiros, além de ter ido a Portugal.

SERVIÇO
Teatro Jorge Amado (Rua Manoel Dias da Silva – Pituba).
Sábado, às 20h, e domingo, às 19h.
Ingresso: R$ 50 | R$ 25. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas