"Essa geração não ouve nada além do sertanejo?", me pergunto

textão
08.08.2018, 10:41:08
Atualizado: 08.08.2018, 10:46:17

"Essa geração não ouve nada além do sertanejo?", me pergunto

No último fim de semana eu conversava com 2 garotas, uma de 24 e a outra de 22 anos. Ao comentar sobre o 1 ano da morte de Luiz Melodia, elas disseram não conhecê-lo. 1 min pq a gente não tava falando de um artista marginal, mas sim de um cantor e compositor conhecido, gravado por vários outros artistas da MPB, que teve músicas em trilhas de novelas da Globo e tal. Achei que faltava linkar o nome a alguma canção. Busco, no Youtube, 'Pérola Negra' e as faço ouvir um trecho. Reafirmaram nunca terem ouvido e não saberem quem é.
Nota: moram em Salvador, estudam, têm smartphones e livre acesso às informações.

"Essa geração não ouve nada além do sertanejo?", me pergunto.

Ontem, outra turma jovem comentava sobre o show de Ferrugem, o quanto a Arena Fonte Nova estava lotada e a dificuldade, na saída, pra conseguir um Uber ou táxi, etc.
WTF Ferrugem?! Aí a ignorância foi toda minha!

Tudo bem que cada um ouve o que curte, mas o desconhecimento total, de ambas as partes, me deu noção dos universos paralelos que vivemos hoje na música brasileira.
No dia a dia, como lidar?

Alé Pinheiro é jornalista.

Texto originalmente publicado no Facebook e replicado com autorização da autora.