Estilista baiana Silla Maria fará sua estreia nacional na Casa de Criadores

entretenimento
05.07.2022, 23:18:45
(Foto: Divulgação)

Estilista baiana Silla Maria fará sua estreia nacional na Casa de Criadores

Mulher trans, a estilista revela que preparou com afinco sua estreia no cenário nacional da moda

A estilista baiana Silla Maria está às voltas com os últimos preparativos para estreia de sua label, Sillas Filgueira, na Casa de Criadores, um dos principais eventos de moda autoral do país, que acontece em São Paulo, a partir desta quarta-feira (6) até domingo.

Para esta primeira participação, a criadora vai apresentar a coleção "Tramas de Isabel", na qual faz uma homenagem à sua mãe, que faleceu há cinco anos. "Esse desfile é sobre memórias afetivas que resgatei de quando ela realizava com maestria cortes, costuras e bordados embalada ao som de clássicos de Roberto Carlos", contou ao portal Alô Alô Bahia.

A base de peças artesanais, bordados com pedrarias, plumas de chinchila, além de tecidos como renda bordada, linho, tweed e viscose com poliamida - com um sútil brilho metálico na trama -, fazem Silla mergulhar no universo afetivos das suas vivências.

Mulher trans, a estilista revela que preparou com afinco sua estreia no cenário nacional da moda. Para tal, recebeu suporte do trade baiano, como a marca Sandy Najar, que é uma de suas apoiadoras no evento.

Mais dois estilistas baianos participam desta edição da Casa dos Criadores: Mônica Anjos, na quinta-feira (7) e Gefferson Vila Nova, no domingo (10). O desfile da marca Sillas Filgueira será na sexta-feira (8) e poderá ser assistido no site do evento, casadecriadores.com.br, a partir das 20h.

Leia mais no site Alô Alô Bahia

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas