Ex-ator de Malhação vende pastel na rua para viver

entretenimento
13.02.2017, 17:40:00
Atualizado: 13.02.2017, 18:00:46

Ex-ator de Malhação vende pastel na rua para viver

Maxwell Nascimento viveu o personagem Pedro Firmino na novela teen entre 2007 e 2009

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

No último domingo (12), o programa Domingo show, da Record TV, mostrou como está o ator Maxwell Nascimento, que viveu Pedro Firmino na 15ª temporada de Malhação, entre 2007 e 2009. O ator hoje vende pastel na rua para sobreviver. Desde dezembro de 2016, Maxwell assumiu o carrinho de pastel de sua mãe, Maria, que morreu de câncer. Mesmo antes de trabalhar com isso, porém, vender pastel sempre foi a principal fonte de renda da família. Aos 28 anos, o ator é casado e pai das meninas Nicolly, de 8 anos, e Manuela, de 5.

O ator começou a carreira em Malhação aos 18 anos, no papel de Pedro, e contracenou com Natália Dill, Caio Castro e Jonatas Faro. Além disso, participou de alguns filmes, como Boca, e chegou a ganhar prêmios de Melhor Ator pelo protagonista do filme Querô, de 2007. Na TV, seu último papel foi Juliano, na série Unidade básica, exibida pelo canal Universal em 2016.

Para complementar a renda, o ator trabalha ainda como manobrista. No palco do Domingo show, o ator pediu para ter novas oportunidades na atuação e ainda recebeu uma surpresa: o pai ganhou um trailer mais moderno para vender seus lanches, o que deixou o ator emocionado.

Ator ainda trabalha como manobrista para complementar a renda (Foto: Rede Globo/Reprodução)

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas