Ex-bispos da Igreja Universal acusados de matar Lucas Terra irão a júri popular

salvador
05.04.2017, 20:09:00

Ex-bispos da Igreja Universal acusados de matar Lucas Terra irão a júri popular

O STJ negou o recurso apresentado pela defesa dos religiosos para evitar o julgamento popular

Os ex-bispos da Igreja Universal do Reino de Deus, Fernando Aparecido da Silva e Joel Miranda - acusados pelo ex-pastor Silvio Roberto Galiza de participação no assassinato do menino Lucas Terra - tiveram o recurso contra a decisão de ir a júri popular negado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), nesta quarta-feira (5). 

Fernando Aparecido saindo da audiência em 2008 (Foto: Antônio Saturnino/Arquivo CORREIO)

O crime aconteceu em 2001. Em novembro de 2013, a juíza Gelzi Almeida havia inocentado os ex-bispos. A família de Lucas recorreu e, em setembro de 2015, o Recurso de Apelação foi julgado pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). Os desembargadores decidiram, por unanimidade, que os dois religiosos fossem à juri popular. Foi então a vez da defesa dos ex-bispos recorrerem. O STJ confirmou a decisão do TJ-BA, nesta quarta.

O corpo do adolescente Lucas Terra, 14 anos, foi encontrado carbonizado em um terreno abandonado na avenida Vasco da Gama, em março de 2001. Os exames comprovaram que o jovem foi abusado sexualmente e queimado vivo. 

Lucas teve o corpo queimado vivo (Foto: reprodução)

O ex-pastor Silvio Roberto Galiza foi preso e condenado a 18 anos em regime fechado por ter estuprado e assassinado o garoto. O motivo do crime, segundo contou em depoimento, foi porque Lucas flagrou os pastores fazendo sexo dentro da igreja.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas