Ex-UFC mostra múltiplas fraturas no rosto após derrota em boxe

esportes
11.10.2021, 15:11:00
Atualizado: 11.10.2021, 15:11:16
Melvin não ganha uma disputa profissional desde 2014 (UFC/Divulgação)

Ex-UFC mostra múltiplas fraturas no rosto após derrota em boxe

Melvin Guillard não vence uma luta desde 2014 e atualmente participa de uma modalidade do boxe que não usa luvas

O lutador Melvin Guillard não sabe o que é vencer há muito tempo. Ex-UFC, ex Bellator e ex-WSOF, o americano não ganha uma disputa profissional desde 2014, sendo derrotado em 13 dos últimos 14 combates - um deles acabou sem resultado. E, na apresentação mais recente, teve um quadro de lesões bem grave.

No último sábado (9), Guillard, de 38 anos, foi nocauteado pelo compatriota Joe Riggs,também ex-UFC, e teve múltiplas fraturas no rosto. A luta foi válida pelo evento de boxe sem luvas Bareknuckle Fighting Championship, o BKFC. Foi o oitavo nocaute sofrido por Melvin nestas últimas 14 disputas.

Em uma postagem em suas redes sociais, o lutador revelou que teve cinco fraturas no osso orbital esquerdo. As imagens são fortes.

"Acabei de descobrir, às 3h15 da manhã, que tenho cinco fraturas no meu osso orbital, e que terei que fazer uma cirurgia hoje. Quis dar a notícia aos meus fãs, amigos e família de que estarei bem. Me incluam em suas orações. Eu estaria mentindo se dissesse que não estou com medo. Vamos ver o que acontece", escreveu.

Em boletim médico, o hospital divulgou que o lutador passou por exames de ressonância magnética e CAT scan, e que a cirurgia foi um sucesso. Melvin foi liberado por volta de 11h05 da manhã do último domingo (10).

Apesar da sequência negativa, o americano inda detém o recorde de knockdowns do peso-leve do UFC.com 13.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas