Ex-Vitória marca, Kashima bate o Chivas e vai pegar o Real Madrid

esportes
15.12.2018, 14:06:00
Atualizado: 15.12.2018, 14:07:31
Ex-Vitória, Serginho comemora gol e classificação do Kashima Antlers no Mundial de Clubes (Foto: Karim Sahib / AFP)

Ex-Vitória marca, Kashima bate o Chivas e vai pegar o Real Madrid

Equipe japonesa conseguiu virar sobre os mexicanos e se garantiu nas quartas do Mundial de Clubes

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Kashima Antlers venceu o Chivas Guadalajara por 3 a 2, em partida pelas quartas de final do Mundial de Clubes, no estádio Hazza Bin Zayed, em Al Ain, nos Emirados Árabes. O time japonês vai reeditar com o Real Madrid o duelo da final da competição de 2016. Na ocasião, o Kashima foi derrotado por 4 a 2. 

Em sua primeira participação no Mundial, o Chivas dominou o primeiro tempo. Aos três minutos de bola rolando quando o Chivas abriu o placar com gol de cabeça do atacante Zaldívar dentro da área, sem defesa para Sun-Tae Kwoun. Com 53% de bola, o Chivas buscava o segundo gol e tentativas não faltaram. Zaldívar teve chance de marcar o segundo em um chute forte dentro da área, mas Sun Tae fez bela defesa, e Pineda ainda acertou o travessão.

Enquanto os japoneses buscavam a virada, a torcida do Kashima cantava alto e empurrava durante todo o jogo. O time japonês voltou melhor na segunda etapa e aos 3 minutos, Serginho dominou no meio de campo, deu belo passe para Doi, que cruzou para Nagaki deixar tudo igual em Al Ain.

Aos 22 do segundo tempo, Doi foi derrubado na área por Marín, e árbitro apontou pênalti para o Kashima. O brasileiro Serginho cobrou e marcou o segundo gol do time japonês

Abe, que entrou no lugar de Leandro, fez o terceiro gol. O jovem de 19 anos recebeu de dentro da área, dominou e fez um golaço. Nos acréscimos, Yamamoto derrubou Pereira na área e, com o auxílio do VAR, o árbitro marcou pênalti para o Chivas. Pulido cobrou a penalidade, Sun-Tae defendeu, mas próprio Pulido marcou no rebote.

Ídolo do Kashima, Zico é dirigente do clube e acompanhou o jogo nas tribunas do estádio. O ex-jogador foi homenageado, tendo seu rosto marcado em bandeira da torcida. Com a vitória, a equipe japonesa garantiu classificação para enfrentar Real Madrid, atual campeão da Liga dos Campeões da Europa, na quarta-feira, às 13h30 (horário da Bahia).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas