Exercício para o bem-estar corporal

entretenimento
11.05.2020, 06:00:00
A bailaria Dina Tourinho está há 30 anos no Ballet do TCA e cresceu aplicando técnicas de alongamento (Fábio Bouzas / Divulgação )

Exercício para o bem-estar corporal

A importância do alongamento para evitar dores e melhorar os movimentos do seu corpo

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O isolamento social não pode ser desculpa para não se exercitar. Com ajuda de lives e aulas online, é possível  manter em dia um programa básico para se  movimentar. E não precisa grandes peripécias não. Vale manter, ou abrir um espaço entre os afazeres para o hábito de se alongar alguns minutinhos.

Mais do que um aquecimento para uma atividade intensa, o alongamento é um exercício, que pode ser praticado de forma individual, trazendo  resultados significativos para a saúde física e mental.

Foi o caso da empresária Priscila Oliveira, de 41 anos, que convive na linha tênue entre manter sua atividade de pilates com alongamento e as fortes dores que sente nas articulações. “Procurei o pilates por causa das minhas dores, mas não tinha noção dos resultados, pensava mais como um momento de reabilitação, até que percebi que não era só isso”, explica Priscila, que há 15 anos pratica diariamente os alongamentos. 

Dina vê o projeto do BTCA como um momento para que as pessoas reconquistem certos movimentos do corpo e se sintam melhor (Foto: Fábio Bouzas / Divulgação)

E é com a ideia de manter o alongamento como uma atividade constante que o Balé do  Teatro Castro Alves está promovendo, todas as segundas-feiras, o BTCA Movimenta Home Office, uma aula online para instigar esses exercícios. A responsável por guiar o movimento dos alunos é a bailarina Dina Tourinho, 57, que integra o grupo desde 1989 e cresceu com o hábito dos alongamentos. 

Mas quem pensa que a dinâmica se restringe aos dançarinos, está muito enganado. Dina lembra que o momento serve muito mais para os “leigos”, ou seja, aquelas pessoas que buscam uma atividade diferente durante a quarentena e querem alcançar novos limites com o próprio corpo. 

“O mesmo exercício pode ser feito de várias formas, depende do corpo de cada um”, explica Dina 

“É muito mais amplo que uma conquista de flexibilidade, eu encaro como uma coisa mais holística, do corpo como um todo. Trata-se de uma conscientização corporal, um realinhamento, que tem se tornado uma necessidade de todos”, avalia a bailarina. A aula virtual tem um limite de dez pessoas por sessão, e a inscrição deve ser feita através do link que está disponível nas redes sociais do BTCA no mesmo dia da aula, ou seja, toda segunda.  

Alongamento como equilíbrio 

Com tempo de sobra dentro de casa, boa parte dos confinados têm começado a praticar movimentos diariamente que antes não eram feitos com frequência. Seja para arrumar a casa ou pelo tempo sentado em home office, é importante entender que os alongamentos são alternativas para evitar pequenos traumas nos músculos e articulações, que acabam se acumulando e trazendo danos mais intensos no futuro.

É o que alerta a fisioterapeuta e instrutora de pilates Deise Pedreira, 41, que tem buscado o universo digital para manter seus alunos sempre em movimento. “Senti a necessidade de estar ainda mais próxima dos meus pacientes, já que o momento surpreendeu muita gente e é importante lidar com a saúde física e mental. Nos atendimentos presenciais sempre existe uma avaliação e acompanhamento do aluno, e busquei manter isso no virtual”, afirmou Deise, que tem alunos de diversas faixas etárias.

“O alongamento pode ser uma técnica dentro da aula, para aquecer o músculo e fazer o seu treino, mas também pode ser a aula. Trabalhar uma aula inteira utilizando as técnicas do alongamento” , avalia Deise

Para ela, os alongamentos são exercícios que trazem um equilíbrio do corpo, e servem para aqueles que estão parados e buscam alguma atividade para se movimentar ou para pessoas que estão com excesso de atividades na quarentena. “Você inicia numa amplitude sem forçar tanto e depois te um tempo você sente que a musculatura relaxou. Alongamento é um treino e pode ser feito todos os dias”, explicou.

A fisioterapeuta e instrutora de pilates Deise Pedreira faz aulas online para pacientes de diversas faixas etárias (Foto: Divulgação)

E não precisa de muita coisa para começar a manter a rotina de alongamento, Dina conta que nas aulas virtuais será trabalhando o próprio corpo e, caso necessário, pode partir para o uso de algum equipamento que auxilie na atividade, como as faixas elásticas. Deise também dá a dica que, para aqueles que não têm a faixa, pode usar uma corda, toalha, lençol e até um pano, o importante é buscar a atividade constante e, aos poucos, ampliar os limites do seu corpo. 

Dicas para a prática alongamento

- Respeite os seus limites. “Vá aos poucos e faça um alongamento sem traumatizar a musculatura do seu corpo, que pode trazer mais dor do que antes. Deixe o corpo reagir ao estímulo que você dá”, avalia Deise.

- Mantenha os exercícios constantes

- Alongamento passivo: Aquele que é feito de forma estática. Faz o movimento para alongar um grupo muscular em específico. Mantém a posição por alguns segundos e depois relaxa. Ideal para quem tem um grau maior de encurtamento muscular.

- Alongamento ativo: Trabalha com o movimento da articulação, promove o relaxamento e alongamento com o movimento


Se inscreva nas aulas online do BTCA Movimenta Home Office

As inscrições acontecem todas as segundas, dias das aulas, das 14h às 17h. São dez nomes por seção. O acesso na sala (através do aplicativo Zoom) acontecerá sempre das 18h30 às 18h50 (nesse momento serão passadas as instruções da aula). A aula começa às 19h e vai até às 19h45. 
 


* Com orientação da editora Ana Cristina Pereira

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas