Exposição traz 180 pinturas sobre o silêncio dos sentimentos

entretenimento
21.11.2018, 19:00:00
(Foto: Adilson Santos/Divulgação)

Exposição traz 180 pinturas sobre o silêncio dos sentimentos

Obras de Adilson Santos compõem a mostra Habitantes de Cidade e trazem cenários nostálgicos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Seres solitários, sisudos e expressivos que dialogam em uma linguagem silenciosa, feita de gestos quase escondidos. É assim que são apresentados os 'Habitantes de Cidade', do artista Adilson Santos, que reúne diversas das suas pinturas na exposição de mesmo nome. A mostra ganha abertura nesta quinta-feira (22), às 19h, na Sala Contemporânea Mario Cravo Jr. do Palacete das Artes, localizado na Graça. As obras ficarão à disposição do público até o dia 27 de janeiro de 2019.

Com 180 quadros em têmpera sobre tela e sobre papel, as obras coloridas brincam entre casas de cidades interioranas e sentimentos pouco expressados por gerações atuais. Na exposição, vídeos produzidos em exposições anteriores e textos escritos por críticos de arte, além de curadores, também integram o espaço.

O também curador, Mario Britto, reforça a importância das cidades apresentadas por Santos. "Que cidade é esta? É a cidade da memória afetiva do artista, aquela onde passou a sua infância. Talvez para o público, ela possa ser inserida no seu imaginário como a cidade da sua própria infância, ou pode ser uma cidade qualquer, dessas que são comuns no interior do Brasil ou mesmo em bucólicos bairros das grandes capitais", explica, acrescentando que, apesar dos locais nostálgicos, as críticas feitas nas obras são representativas do hoje.

Renomado artista plástico baiano, Adilson Santos possui trajetória de vida e de trabalho reconhecidos por críticos de arte e galeristas do país. Suas obras estão incluídas em coleções de apreciadores da arte não somente na Bahia, mas em todo o Brasil, especialmente no Rio de Janeiro, onde residiu e expôs por vários anos. Agora, com residência fixa em Vitória da Conquista, Adilson continua com seu ofício de transmitir para as telas as suas memórias, ideias e sonhos.

Pinturas de Adilson Santos brincam entre sentimentos atuais e cenários que lembram o passado
Pinturas de Adilson Santos brincam entre sentimentos atuais e cenários que lembram o passado
Adilson Santos é o pintor das obras expostas
Adilson Santos é o pintor das obras expostas

Em recente exposição apresentada na Caixa Cultural de Salvador, artistas e críticos discorreram sobre a trajetória e a obra do pintor. Rúbio Rocha declarou que "os Habitantes de Cidade, de Adilson, são representações de pessoas cujo pensamento perambula pelo terreno da infância. Em várias obras da aludida série, vemos um pião ou mais deitados sobre o chão. Poderemos interpretar esses piões tombados como símbolo da infância perdida".

Já César Romero complementa sobre a obra de Santos. "O gosto pelo simbólico faz dos desenhos de Adilson peças que sondam o inconsciente, a vida instintiva profunda. Seu vocabulário fixa o mistério do que foi e não é mais. Refaz o passado no aqui e agora, teima em reatualizar aquilo que não volta, que ficou nas dobras das tardes, dos gestos. O que passou não foi ficção, sim nódoa irretirável, que é matéria para uma nova realidade, a arte". 

SERVIÇO:
Onde: Palacete das Artes (R. da Graça, 284 - Graça)
Quando: De quinta-feira (22) até 27 de janeiro.
Gratuito.
Visitação: De terça-feira a sexta-feira, das 13h às 19h; e sábado e domingo, das 14h às 18h. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas