Fabricio Boliveira vive taxista solitário nas ruas do Rio

entretenimento
15.10.2020, 06:00:00

Fabricio Boliveira vive taxista solitário nas ruas do Rio

Breve Miragem de Sol é dirigido por Eryk Rocha, filho de Glauber Rocha

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O cineasta Eryk Rocha tem um carreira sólida como documentarista, em longas como Pachamama (2008) e Rocha Que Voa (2002), sendo esse segundo dedicado ao período em que o pai dele, Glauber Rocha (1939-1981), viveu em Cuba. Em 2010, finalmente, Eryk estreou como realizador de ficção, com Transeunte, que mostrava o dia a dia de um senhor aposentado pelas ruas do Rio de Janeiro.

Depois de realizar outros quatros docs, Eryk retorna à ficção em Breve Miragem de Sol para novamente mostrar a vida de um cidadão carioca pelas ruas do Rio. Mas desta vez, o personagem, em vez de um aposentado, é um jovem desempregado que, diante das dificuldades econômicas, decide dirigir um táxi durante a madrugada para assim, ao menos, ter dinheiro para pagar a pensão do filho de dez anos de idade. O protagonista Paulo é vivido pelo baiano Fabricio Boliveira, que, para construir seu personagem, acompanhou o dia a dia de alguns taxistas e até chegou a trabalhar por algumas horas no Rio como um deles.
“Paulo é um brasileiro comum, em transformação, acompanhando a crise do país, mas que, em vez de paralisar, tenta atravessar o caos com delicadeza, reflexão e em silêncio. Ele acorda cedo e, como na condição de qualquer brasileiro, vai ser 'driver' como acontece hoje nas grandes capitais do mundo. Ele é um respiro”, afirma Fabrício.

Eryk claramente aproveitou sua experiência em documentários para dar um tom mais realista ao filme e também à interpretação dos atores. Atenção: o filme só é exibido em uma sessão diária, às 19h, no Itaú Glauber Rocha. 

Horários
Itaú Glauber Rocha  Sala 1: 19h

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas