Federer arrasa Wawrinka e vai às oitavas em Indian Wells

esportes
13.03.2019, 12:55:00
Federer vence Wawrinka em Indian Wells (Yong Teck Lim/AFP)

Federer arrasa Wawrinka e vai às oitavas em Indian Wells

No feminino, a japonesa Naomi Osaka foi surpreendida pela suíça Belinda Bencic

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Em duelo de suíços no Masters 1000 de Indian Wells, Roger Federer levou a melhor novamente sobre Stan Wawrinka pela 22ª vez em 25 jogos no retrospecto entre os dois compatriotas. Na noite de terça-feira (12), o número quatro do mundo ampliou a "freguesia" ao vencer o 40º do ranking por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4, em apenas 59 minutos de jogo. 

O resultado levou o favorito às oitavas de final da competição norte-americana, disputada em quadra dura. Atual vice-campeão, Federer vai encarar agora o britânico Kyle Edmund, que eliminou o moldávio Radu Albot, que saiu do qualifying, por duplo 6/3. Será o primeiro confronto no circuito profissional entre o suíço e o 23º do ranking.

Em sua segunda partida na competição, Federer não teve dificuldades para dominar o compatriota, com quem já faturou uma taça da Copa Davis e a medalha de ouro nas duplas nos Jogos Olímpicos de Pequim-2008. Embalado, não teve o serviço ameaçado em nenhum momento da partida e acertou 82% dos pontos quando jogou com o primeiro serviço. 

Federer não foi tão efetivo quanto Wawrinka no fundo de quadra, com 12 bolas vencedoras, contra 18 do rival e amigo. Mas falhou menos: o 40 do mundo cometeu 21 erros não forçados, contra apenas nove do ex-número 1 do ranking. Assim, Federer só precisou de duas quebras de saque, uma em cada set, para confirmar a vitória. 

Vindo de título em Dubai, o seu 100º da carreira, Federer tenta em Indian Wells se tornar o recordista isolado de troféus do torneio. No momento, divide este posto com o sérvio Novak Djokovic, que também soma seis conquistas. O rival, contudo, se despediu da competição nesta terça ao ser eliminado pelo alemão Philipp Kohlschreiber.

FEMININO

Djokovic não foi o único líder do ranking a se despedir de forma precoce em Indian Wells nesta terça. Na outra chave da competição, a japonesa Naomi Osaka foi surpreendida pela embalada suíça Belinda Bencic, 23ª do ranking, por 6/3 e 6/1, em apenas 1h06min. Atual campeã do torneio americano, Osaka não perderá a ponta na próxima atualização do ranking.

A tenista da Suíça vive grande fase. Após começar o ano com o título da Copa Hopman, ao lado de Federer, ela conquistou há duas semanas o seu título mais importante da carreira, em Dubai, com direito a vitórias sobre quatro rivais do Top 10 do ranking.

Com mais este grande triunfo, sobre a número 1 do mundo, Bencic vai encarar nas quartas de final a checa Karolina Pliskova. A 5ª do ranking superou nesta terça a estoniana Anett Kontaveit por 7/6 (7/0), 4/6 e 6/2.

Também se garantiram nas quartas de final a norte-americana Venus Williams e a ucraniana Elina Svitolina. A veterana superou a alemã Mona Barthel por duplo 6/4. Na sequência, a 36ª do mundo vai enfrentar a vencedora do duelo entre a alemã Angelique Kerber e a bielo-russa Aryna Sabalenka.

Svitolina, por sua vez, precisou superar a australiana Ashleigh Barty numa batalha de 3h12min pelo placar de 7/6 (10/8), 5/7 e 6/4. A sexta do mundo vai ter pela frente nas quartas a checa Marketa Vondrousova.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas