Feirão da Casa Própria começa sexta-feira (26) em Salvador com 17 mil imóveis

Imóveis
22.05.2017, 18:43:00

Feirão da Casa Própria começa sexta-feira (26) em Salvador com 17 mil imóveis

Das unidades, de acordo com a Caixa, 75% são imóveis novos e 25% usados, com valores que vão, em média, de R$ 100 a 800 mil

Com 17 mil imóveis novos e usados ofertados para negócio em Salvador e Região Metropolitana, e 228 mil em todo Brasil, a Caixa Econômica Federal dará início a 13º edição do Feirão da Casa Própria nesta sexta-feira (26). O evento acontece simultaneamente em outras 10 cidades brasileiras e o banco espera movimentar R$ 10,5 bilhões em todo país, repetindo o valor de negócios do evento de 2016.

O feirão na capital baiana acontece no Shopping da Bahia, na sexta (26) e sábado (27) das 10h às 20h, e no domingo, das 10h às 18h. Das unidades ofertadas, de acordo com a Caixa, 75% são imóveis novos e 25% usados, com valores que vão de R$ 100 a R$ 800 mil, em média. 

Parte  dos empreendimentos, pode ser financiada pelo programa Minha Casa Minha Vida, que permite um crédito de até R$ 300 mil. A instituição irá dispor também de outras linhas de crédito, como a Pró-Cotista (até R$ 800 mil). 

Para ter acesso às ofertas e fechar a compra no feirão, o consumidor deve levar documentos de identificação (RG, CPF), comprovantes de renda e residência atualizados. Trabalhadores autônomos podem levar comprovantes de declaração do imposto de renda para demonstrar os rendimentos. 

Os imóveis podem ser financiados em um  prazo mínimo de cinco anos e o máximo de 35 anos. A simulação das parcelas pode ser feita também no site da instituição.  

Em uma transmissão ao vivo  ontem, pelo Facebook, o vice-presidente de Habitação da Caixa, Nelson Antônio de Souza, adotou tom otimista e incentivou o público para a compra. “Para quem quer adquirir a casa própria esse é o momento. O cenário indica diminuição nos valores dos imóveis e a melhora na renda do trabalhador”, afirmou.

Investimentos
Caso a previsão de vendas da instituição se confirme, será o primeiro ano de estabilidade no feirão, após quedas nas vendas nos últimos anos em meio à crise econômica. Em 2015, foram R$ 11,0 bilhões em negócios fechados durante o evento, enquanto em 2014, esse montante chegou a R$ 15,6 bilhões. 

No que diz respeito aos investimentos, o banco tem o orçamento de R$ 84 bilhões para financiar a compra e a construção de imóveis em 2017, valor superior a 2016, cujo orçamento foi de R$ 81 bilhões. O vice presidente garantiu o montante para 2017, mesmo com as incertezas políticas no país. 

Além de Salvador, participam do Feirão  as cidades de Recife, São Paulo, Goiânia, Campinas, Belo Horizonte, Florianópolis, Porto Alegre, Belém, Rio de Janeiro e Uberlândia.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas