Festival Rumpilezz tem seis dias de programação gratuita e on-line

entretenimento
06.07.2021, 05:00:00

Festival Rumpilezz tem seis dias de programação gratuita e on-line

Evento tem Larissa Luz, Lazzo e Baco Exu do Blues entre os convidados de Letieres Leite

Se a intenção é curtir um bom entretenimento, o Festival Rumpilezz - Música e Pensamento apresenta uma programação on-line e gratuita de terça-feira (6) a domingo (11), com participação de nomes como Larissa Luz, Baco Exu do Blues, Lazzo, Márcia Short, Junix, Mou Brasil e Rumpilezzinho. Mas se a ideia é aprender, o evento reúne, além dos shows, laboratórios, oficina, concerto instalação e webdocumentários.

“O festival tem essa dupla dimensão: se você quiser ir só para acompanhar as atrações musicais, pode também, mas se tiver a possibilidade de assistir com um caderninho, anotando tudo, tem muito conhecimento. É a oportunidade de ver a Rumpilezz e muitos atores da música baiana que trazem grande contribuição”, destaca Jordi Amorim, 26 anos, músico do programa educativo Rumpilezzinho – Laboratório Musical de Jovens.

Jordi assina a direção musical de duas músicas de Larissa e Baco, que serão lançadas em videoclipe no festival, ambos às 20h. Cante pra Chamar vai ao ar na quinta-feira (8) e Oração à Vitória, que foi retirada do disco Esú (2017), de Baco, por questões de direitos autorais, será exibida na sexta-feira (9). Resultado do Laboratório Experimental, esse é só um dos destaques do evento promovido pelo Instituto Rumpilezz e patrocinado pela Petrobras.

“O Laboratório é uma experiência prática de tudo que os alunos vieram aprendendo, nos últimos anos, no Laboratório de Formação para Jovens baseado no Método UPB. Todo o processo criativo foi pensado e elaborado por eles”, enaltece o maestro e diretor artístico Letieres Leite, idealizador do evento, do Rumpilezzinho, do Letieres Leite Quinteto e da Orkestra Rumpilezz, que completa 15 anos.

Diáspora
Os ritmos africanos estão em destaque no festival que busca jogar luz sobre a contribuição histórica das populações negras na formação cultural das Américas, através das diásporas. A programação inclui um show gravado com os cantores Lazzo Matumbi e Márcia Short, convidados de Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz na apresentação que será exibida no domingo (11), às 21h. 

Os dois também participam, com depoimentos, do primeiro episódio da websérie Omoya, cujos quatro episódios serão exibidos diariamente no YouTube, a partir desta terça-feira (6). Com direção de Urânia Munzanzu, a websérie aborda temas como o racismo na Axé Music, machismo e misoginia na música, além do próprio Método UPB de ensino e aprendizagem musical.

No domingo, o festival terá apresentação do Letieres Leite Quinteto com a participação do guitarrista Mou Brasil, uma das figuras lendárias da música instrumental da Bahia. O encontro acontece às 20h. Diversificado, o festival também realiza um Concerto Instalação ao vivo, no sábado (10), às 19h, sob comando de Letieres Leite, produção de Edbrass e participação de artistas baianos e internacionais.

O “encontro de músicos de diversas tendências, gêneros, estilos e culturas”, nas palavras do maestro, tem como ponto em comum o fato de todos trabalharem com a “música contemporânea desconstruída”. Entre os convidados, estão o guitarrista baiano Junix, que já trabalhou com nomes como BaianaSystem, Arto Lindsay e Carlinhos Brown; o produtor e DJ húngaro Àbáse; e o rapper e multi-instrumentista alemão Kechou.

Ancestral popular
“A primeira coisa, como músico, que tenho percebido trabalhando com Letieres e Brown é que eles reverenciam muito os que existiram antes da gente. Quando a gente consegue entender como chegamos aqui, percebemos os caminhos possíveis para seguir. A ligação ancestral é escutar as orquestras antigas e entender quais são as ferramentas para trabalhar a música contemporânea”, destaca Jordi Amorim.

A Rumpilezzinho dialoga tradição e versatilidade, continua o músico, sem deixar de preservar a identidade dos convidados. Por isso, no festival, o público vai encontrar o ancestral lado a lado com o eletrônico, por exemplo. “Sempre pensando as harmonias e os lugares rítmicos com cuidado, mas de forma que seja uma canção. Como a Rumpilezz consegue fazer: ela aproxima a música complexa das pessoas”, explica Jordi.

Sem perder de vista que “tem sempre alguém escutando”, e por isso o trabalho orquestral precisa ser acessível, Jordi acrescenta que não se interessa por músicas que sejam “como um terno ou roupa de gala”. “A música precisa ser bonita, sim, mas precisa ter capilaridade no cotidiano. Importante se sentir bem em ‘usar’ ela todos os dias. Não pode ser aquele terno que você pega de quatro em quatro anos”, compara.

Serviço
O quê: Festival Rumpilezz - Música e Pensamento 2021
Quando: De terça-feira (6) a domingo (11)
Transmissão: YouTube do Instituto Rumpilezz
Informações: Instagram Instituto Rumpilezz (@rumpilezz)
Gratuito

Programação

- Terça-feira (6), às 19h15
Oficina UPB Petrobras I - Como identificar fundamentos rítmicos para execução musical?

- Quarta-feira (7), às 19h15
Oficina UPB Petrobras II - Como pensar arranjo e composição a partir dos fundamentos rítmicos?
Ministrante: Letieres Leite. Aberta ao público (participação através do chat de perguntas)

- Quinta-feira (8), às 20h
Lançamento do clipe Cante pra Chamar – Rumpilezzinho e Larissa Luz

- Sexta-feira (9), às 20h
Lançamento do clipe Oração à Vitória – Rumpilezzinho e Baco Exu do Blues

- Sábado (10), às 19h
Concerto Instalação: Letieres Leite, Junix, Àbáse e Kechou

- Domingo (11), às 20h
Show Letieres Leite Quinteto convida Mou Brasil
Show Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz convida Lazzo Matumbi e Márcia Short

- Websérie
De terça-feira (6) a sexta-feira (9)
Episódio 01: “O racismo X Axé Music - Eunice” (O machismo e a misoginia na música) - Dia 06 de julho
Episódio 02: “Nosso Passos vêm de Longe – Mônica Millet” - Dia 07 de julho
Episódio 03: “Método UPB de ensino e o Legado - Porcina” - Dia 08 de julho
Episódio 04: “Perspectivas e caminhos de futuro - Zenzile” (Orquestra Rumpilezzinho) - Dia 09 de julho


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas