Filme Coração de Cowboy vai muito além da música Evidências

entretenimento
27.09.2018, 08:30:00
Filme com Thaila Ayala e Gabriel Sater no elenco principal (Foto: Divulgação)

Filme Coração de Cowboy vai muito além da música Evidências

Trama que traz sucesso de Chitãozinho e Xororó aborda autoconhecimento e críticas ao mercado artístico nacional

Quem assistiu ao trailer do filme Coração de Cowboy, que ganha lançamento hoje, pode ter pensado que o longa é baseado apenas na letra da música Evidências. Afinal, tão conhecida nacionalmente como 'a principal música da sofrência', a canção guia boa parte das primeiras cenas lançadas do filme. Acontece que a trama promete ser recheada de sucessos dos sertanejos Chitãozinho e Xororó, mas não segue o estilo de cinebiografia, sendo uma total ficção, e vai muito além do hit principal .

A produção passeia pela vida do personagem Lucca, primeiro papel principal do ator Gabriel Sater, filho de Almir Sater, no cinema. Lucca carrega o sonho de cantar 'o sertanejo raiz', no entanto, só consegue fazer sucesso com apenas um estilo de música, que tem maior apelo comercial. No auge da fama, ele se desentende com sua empresária em uma sessão de gravação e resolve voltar à sua cidade natal para se conectar com suas raízes e reencontrar sua verdadeira inspiração.

A trilha sonora é assinada por Lucas Lima e conta com músicas originais e regravações de músicas como Evidências, Saudade de Minha Terra, Não Desligue o Rádio e Deixei de ser Cowboy por Ela. As novas versões, inclusive, vão estar disponíveis no maior streaming da música (Spotify) em breve.

Confira o trailer:

"As músicas ganharam novas roupagens, mas prosseguem com aquele gostinho de nostalgia para o público cantar junto", afirma o diretor da obra, Gui Pereira, que ainda explica: "Não se trata de um musical, se formos pensar pela visão popular. Ninguém aparece cantando 'do nada' no meio de uma cena. Quando os personagens cantam, eles estão realmente no palco, em um momento que faz sentido literal para aquilo".

ALÉM DO HIT
Apesar de Evidências ter grande importância para o filme, inclusive por guiar boa parte do roteiro, o longa não se trata exatamente de um romance. O filme foca em ser uma caminhada de autoconhecimento e obra crítica sobre o quanto as indústrias atuais podem fazer com que artistas percam a sua essência e, assim, percam a própria carreira ao seguir padrões.

Vencedor do prêmio de Melhor Filme no Festival Scruffy CityFilm, que considera apenas filmes musicais, o filme levou a estatueta no estado americano do Tennessee e deu alegria ao diretor, que percebeu que o júri, mesmo sem conhecer as músicas, se encantou pela trama apenas pelas emoções e detalhes do roteiro e direção. "Foram as mensagens do filme que fizeram ele 'chegar lá'. Isso nos mostra o quanto as músicas estão ali como suporte para uma produção reflexiva", diz Pereira. 

"É um filme sobre experiências humanas. A ideia é que todos saiam da sala de cinema mais leves, sabendo mais de si e do que querem. A relação entre pai e filho e as conexões de amizade são muito discutidas também, mas, sim, não falta o romance. O filme é como um estudo de personagem desse protagonista que busca entender quem é de verdade", reflete o ator Gabriel Sater, deixando claro que para nos conhecermos, precisamos nos permitir relações humanas em todos os âmbitos, e é isso (a troca entre seres) que o longa preza.

Sater ainda pontua que o filme trará canções inéditas e originais, indo do sertanejo raiz ao folk e, incluindo, ainda, algumas escritas por ele mesmo, que é também cantor e compositor. "A trama trouxe muita inspiração e acabei escrevendo algumas músicas que entraram no filme. Outras que eu já tinha feito há um tempo também foram inclusas, como é o caso de Meu Lugar".

"Tem um trecho de uma das músicas do filme que vejo como algo que resume bem a trama. Ela diz: 'Tudo nesta vida está sempre para começar. Quando for a hora, assim será'", relata Sater, que promete lançar um novo álbum em breve com diversas inspirações obtidas durante as gravações.

Com diversas participações especiais de artistas, o filme conta com nomes como a dupla Marcos e Belutti e Enrico Lima, filho de Chitãozinho.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas