Flamengo bate Vasco, festeja empate do Inter e fica a dois pontos

esportes
04.02.2021, 23:44:00
Atualizado: 04.02.2021, 23:46:33
Bruno Henrique, do Flamengo diante do vascaíno Léo Matos (Marcelo Cortes/Flamengo)

Flamengo bate Vasco, festeja empate do Inter e fica a dois pontos

Faltam quatro rodadas para o fim do Brasileirão

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Flamengo não é líder, mas só depende de seu desempenho para ser campeão brasileiro. Nesta quinta-feira (4), no Maracanã, o time rubro-negro venceu o clássico diante do Vasco por 2x0, válido pela 34ª rodada, e festejou também o empate do líder Internacional, por 0x0, com o Athletico-PR na Arena da Baixada, em Curitiba.

Com estes resultados, o Inter continua em primeiro com 66 pontos, contra 64 do Flamengo. As duas equipes têm mais quatro jogos a disputar e um deles, dia 21, no Maracanã, pela penúltima rodada, será um confronto direto entre os principais candidatos ao título.

O fato negativo para o Flamengo foi a contusão do volante Gerson, um dos principais jogadores do time, que sofreu uma torção no tornozelo direito e deixou o gramado de maca, chorando.

O jogo
O primeiro tempo mostrou um Flamengo dono total do jogo, mas com excesso de troca de passes e pouca criação. Já o Vasco apenas se defendeu e nem conseguiu roubar bolas do rival para tentar os contragolpes.

Com isso, o time do técnico Rogério Ceni foi chegando aos poucos na meta de Fernando Miguel. Aos seis minutos, o goleiro do Vasco surgiu pela primeira vez, após chute fraco de Arrascaeta.

Como Vasco não era agressivo, o Flamengo adiantou a marcação e chegou a usar quatro jogadores na área do rival na saída de bola Aos 12 minutos essa tática deu certo e Gabriel apareceu livre diante do goleiro vascaíno, que fez bela defesa.

Aos 25, em uma jogada que teve início e fim, Bruno Henrique serviu Gabriel, mas o atacante chegou atrasado na bola. Mais três minutos e Gerson, em jogada individual, forçou Fernando Miguel a fazer nova boa defesa.

A vantagem no placar só se concretizou para o Flamengo aos 47 minutos, quando Filipe Luís cruzou na cabeça de Gabriel, que tocou para Bruno Henrique. O atacante foi tocado por Léo Matos no momento da conclusão. Com a ajuda do VAR, o árbitro Raphael Claus apontou pênalti, convertido por Gabriel.

O Vasco voltou totalmente diferente na segunda etapa. Luxemburgo fez três alterações, ao colocar Carlinhos, Ygor Catatau e Juninho. O time teve uma postura mais ofensiva, empurrou o Flamengo para seu campo, mas não conseguiu criar chances de gol.

Como os times não tinham inspiração uma chance de gol foi surgir aos 23 minutos em uma bola parada. Pikachu bateu falta perto da área e Hugo fez bela defesa. O troco do Flamengo foi fatal.

Aos 31 minutos, após escanteio cobrado pela direita por Everton Ribeiro, Bruno Henrique subiu muito para testar a bola forte e deixar Fernando Miguel cravado no gramado: 2x0.

Se o Flamengo já estava no contra-ataque com um gol de vantagem, com dois gols à frente, a bola ficou ainda mais com o Vasco, mas a única coisa que o cruzmaltino conseguiu armar foi uma dividida de Cano com Hugo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas