Flamengo e Fluminense vão gerir provisoriamente o Maracanã

esportes
05.04.2019, 20:13:36
Maracanã será gerido por Flamengo e Fluminense, que se enfrentam hoje (Divugação)

Flamengo e Fluminense vão gerir provisoriamente o Maracanã

Clubes irão controlar o estádio por seis meses; prazo pode ser ampliado

O governo do Estado do Rio aceitou nesta sexta-feira (5) a proposta conjunta apresentada por Flamengo e Fluminense e os dois clubes vão gerir provisoriamente o Maracanã pelos próximos seis meses. Ao fim do prazo, o acordo poderá ser prorrogado pelo mesmo período.

O anúncio foi feito pelo governador Wilson Witzel em um vídeo publicado em uma rede social. "Tenho a grata satisfação de anunciar que, após um processo transparente, um processo ético, o Maracanã está sendo devolvido ao futebol carioca", disse. 

Witzel ressaltou que o prazo se faz necessário para que seja conduzida uma nova licitação para conceder o Maracanã à iniciativa privada, em acordo que deverá durar 35 anos. O prazo será o mesmo estabelecido no processo de concessão vencido pelo Consórcio Maracanã em 2013 - e que foi rompido pelo governo estadual no mês passado.

O acordo prevê repasses mínimos mensais de cerca de R$ 230 mil aos cofres estaduais. Os clubes também deverão arcar com todos os custos de manutenção do estádio, mas terão direito de ficar com as receitas oriundas de bilheterias e bares em dias de jogos

Segundo os termos do acordo, o consórcio formado por Flamengo e Fluminense vai pagar R$ 166.666,67 por mês ao Estado, montante que será revertido para a manutenção da área do Estádio de Atletismo Célio de Barros e do Parque Aquático Júlio Delamare, que compõem o complexo Maracanã e que estão em situação quase de abandono. Além daquele valor, 10% da receita líquida obtida no tour do Maracanã, a visita guiada ao estádio, serão repassados aos cofres públicos, com obrigação de garantia de arrecadação mínima de R$ 64 mil por mês.

O contrato também prevê que o clube mandante deverá pagar R$ 90 mil de aluguel por jogo ao consórcio que está assumindo a gestão, mesmo que o jogo seja do próprio Flamengo ou do Fluminense. O mesmo valor será aplicado para outros clubes que queiram atuar no Maracanã. O aluguel, segundo o governo, é em média 25% menor do que aquele que era cobrado pelo antigo consórcio. E o faturamento com bilheterias e nos bares do estádio ficará todo com o clube mandante.

Por coincidência, Flamengo e Fluminense se enfrentarão neste sábado (6), às 19h, no Maracanã, por uma das semifinais do Campeonato Carioca. A outra disputa por uma vaga na decisão será no domingo, às 16h, no mesmo estádio, entre Vasco e Bangu.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas