Fluminense ganha do Peñarol e classifica na Sul-Americana

esportes
31.07.2019, 09:07:00
Jogadores do Fluminense festejam classificação na Copa Sul-Americana (Divulgação Fluminense)

Fluminense ganha do Peñarol e classifica na Sul-Americana

Próximo adversário sai do duelo entre Montevideo Wanderers e Corinthians

Com uma facilidade inesperada, graças a um gol de Marcos Paulo logo a um minuto de jogo, o Fluminense derrotou o Peñarol por 3x1, na noite de terça-feira (30), no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, e garantiu vaga nas quartas de final da Copa Sul-Americana. O próximo adversário do time das Laranjeiras sai do duelo de quinta entre Montevideo Wanderers e Corinthians, no Uruguai.

A vantagem do Fluminense, que já era boa após os 2x1 em Montevidéu, na semana passada, ficou ainda melhor logo no primeiro minuto de jogo. Igor Julião fez boa jogada da direita e cruzou para a boa cabeçada de Marcos Paulo: 1x0.

Apesar de ter de fazer três gols para levar a decisão para os pênaltis, o Peñarol não demonstrou nervosismo e nem afobação. O time uruguaio manteve o seu ritmo, sem desestruturar os seus setores, mas levou pouco perigo ao gol de Muriel.

Além da atuação destacada de Igor Julião, Pedro também foi bem na partida. O centroavante quase ampliou em jogada individual aos 11 minutos, mas foi aos 25 que o atacante mostrou a sua qualidade técnica ao fazer linda assistência de calcanhar para Yony González. O colombiano surgiu em velocidade e bateu com precisão: 2x0.

A partir daí, o Peñarol, que não é nem de longe o time que assombrou o mundo nos anos 60 e 70, partiu para o ataque e abriu espaços para os contragolpes do Fluminense. Com isso, as chances brotaram para ambos os lados. Enzo Martinez, de cabeça, errou o alvo, mas Brian Rodriguez obrigou Muriel a fazer bela defesa. Do lado do Fluminense, Marcos Paulo teve mais duas chances, mas parou em boas intervenções de Dawson.

E o Fluminense começou o segundo tempo de forma mortal. Logo aos dois minutos, Paulo Henrique Ganso fez ótimo passe para Caio Henrique. O lateral-esquerdo bateu cruzado e o goleiro Dawson defendeu parcialmente. Marcos Paulo, sozinho, só teve o trabalho de empurrar para as redes.

Com a vantagem do Fluminense subindo para quatro gols, o jogo ganhou ritmo de treino. O clube carioca passou a se poupar, enquanto que o Peñarol perdeu as esperanças de obter a classificação.

A única forma de o Peñarol levar algum perigo para o Fluminense foi nas bolas paradas. Aos 24 minutos, Matías de los Santos pegou o rebote de uma falta na barreira e acertou o travessão de Muriel. No rebote, Viatri diminuiu: 3x1.

O Peñarol ainda teve mais duas boas chances com Lores e Acevedo, mais pelo desinteresse do Fluminense do que por suas qualidades. Nas arquibancadas, a torcida do Fluminense fez grande festa com a expectativa de que o time possa repetir no Campeonato Brasileiro - competição na qual é o 17º colocado, dentro da zona de rebaixamento - as mesmas apresentações da Sul-Americana.

OUTRO JOGO

Em Lima, no Peru, o Zulia, da Venezuela, se garantiu nas quartas de final, mesmo sendo derrotado por 3x2 pelo Sporting Cristal. No jogo de ida, em Maracaibo, o time venezuelano havia vencido por 1x0. Seu próximo adversário será o argentino Colón.

Estes times estão do mesmo lado da chave de Botafogo e Atlético-MG, que se enfrentam nesta quarta-feira (31), no estádio Independência, em Belo Horizonte.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas