'Fomos merecedores de ser o melhor time', comemora Agnaldo Liz

esportes
10.04.2022, 19:08:00
Paulinho e Thiaguinho marcaram os gols do título do Atlético (Arisson Marinho/CORREIO)

'Fomos merecedores de ser o melhor time', comemora Agnaldo Liz

Treinador do Atlético de Alagoinhas exaltou o histórico bicampeonato do Baianão

O Atlético de Alagoinhas é bicampeão baiano. O Carcará conquistou o segundo título do estadual neste domingo (10), ao vencer o Jacuipense por 2x0, no Valfredão. O troféu é histórico: é a primeira vez que um time do interior consegue faturar a taça do torneio em dois anos consecutivos.

O feito foi muito comemorado pelo técnico Agnaldo Liz. Após a partida, o treinador enalteceu o grupo de jogadores, além do projeto do clube para garantir mais um Baianão.

"Mostramos todo nosso planejamento, a prioridade que demos à competição, o respeito que a gente teve pelo adversário. Crescemos no momento certo. Trabalhamos para esses dois jogos, e conseguimos ser muito melhores que o adversário em ambos. Conseguimos com a nossa força do conjunto. Sobressaiu, também, o individual. A gente foi merecedor de ser o melhor time da competição", afirmou, em entrevista à TVE.

"Esse título foi para os torcedores. O bicampeonato era o que queriam. Festa em Alagoinhas, vamos chegar com tudo lá. Vaga direta na Copa do Nordeste, na Copa do Brasil", completou.

Jogadores do Atlético de Alagoinhas mostram a medalha de campeão baiano
(Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

O placar no Valfredão foi aberto por Thiaguinho, aos 14 minutos do primeiro tempo. O atacante também celebrou o título, e exaltou os torcedores do Carcará. "É gratificante demais ver a alegria dessa torcida. Saber que tudo o que a gente fez valeu a pena. Todo esforço, toda a dedicação. A gente fica feliz demais. Mais feliz ainda por saber que tudo o que a gente lutou, a gente conquistou".

Já Paulinho foi o responsável por decretar o 2x0, nos acréscimos da etapa final. O lance começou quando Emerson foi derrubado na área, e o árbitro marcou pênalti. Jerry cobrou, mas Mota defendeu. O lateral direito ficou com a sobra e estufou as redes. 

"Gratificante, a alegria de chegar três vezes a uma final. Buscar o bicampeonato com um time do interior, a gente sabe o que a gente passa, é muito sofrido chegar em uma final. E a gente chega três anos consecutivos. Fui campeão o ano passado. Alegria imensa, não tem explicação. Só agradecer a Deus mesmo", disse Paulinho.

Outros destaques da partida foram Dionísio e Miller. Foi a despedida da dupla do Atlético de Alagoinhas. Nesta segunda-feira (11), os jogadores se apresentam no Vitória, com o qual já possuem pré-contrato.

"Sensação inexplicável. Hoje, encerro um ciclo no Atlético, e nada melhor que fechar dessa maneira, conquistando o bicampeonato. Agora vamos comemorar bastante. A sensação é inesquecível. O que eu vivi no Atlético, eu não vivi em lugar nenhum. Espero que, daqui para frente, Deus possa continuar me abençoando, me iluminando, onde eu for", afirmou Dionísio.

O volante aproveitou para celebrar a parceria com Miller, que começou há muitos anos. "Conexão bastante boa. Somos da mesma cidade, fomos criados praticamente juntos. Começamos juntos em Itapetinga. Graças a Deus, está dando certo. A gente espera manter, no Vitória, o mesmo sucesso que teve aqui, e que tudo possa dar certo para a gente".

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas